Hidromel · Países Produtores

Hidromel na terra da Rainha.

Em uma terra tão rica em história como a Inglaterra que já foi morada de diversos povos até se estabelecer o que hoje se chama de povo Inglês, não é de se espantar que já tenha sido bebida por aqueles lados o nosso grande hidromel, não é? E a produção e consumo de hidromel remonta aos tempos pagãos daquela grande e imponente ilha, tendo atravessado a idade média presente inclusive em literatura.

Hidromel aparece em contos tão antigos quanto Beowulf e The Canterbury Tales (Os Contos da Cantuária – tradução livre) e o segundo caso é um dos textos de maior importância para a língua inglesa, pois foi o escrito que ajudou a consolidar o idioma inglês em um formato mais próximo do que ele é hoje e foi escrito por Geofrey Chaucer no século XIV e, ao que se sabe, largamente divulgado tendo versões impressas em 1410 sobrevivido até os dias atuais. Monastérios também mantiveram vivas as tradições e os conhecimentos da produção do hidromel mesmo que apenas como um subproduto da apicultura local (o que quase desapareceu após Henrique VIII ter dissolvido os Monastérios no Séc. XVI). O hidromel também aparece em vários outros pontos importantes do que forma a cultura britânica como a lenda Arturiana, escritos de Shakespeare, Tolkien e J. K. Rowling – além de Chaucer – logo vemos que o hidromel tem seu lugar cativo na consciência coletiva Inglesa e recentemente essa lembrança semi adormecida tem sido trazido a tona pela frequente aparição em séries e filmes além dos livros dos já citados autores, que são sem sombra de dúvidas alguns dos mais importantes do mundo. Mais

Trecho do Conto da Cantuária

recentemente (1603) temos o livro The Closet of the Eminently Learned Sir Kenelme Digbie Kt. Opened” que  foi escrito por um figurão que circulava entre as cozinhas da época anotando receitas de hidromel e outras bebidas em detalhes e levando em consideração o modo de preparo de cada um dos produtores. Neste livro podemos ver hidroméis produzidos exatamente como vemos no filme Hobbin Wood de 2010 nas hábeis mãos do Frei Tuck. O livro contém um grande número de métodos e informações muito curiosas como o método usado para saber que a densidade do mosto estava correta: jogue um ovo no mosto, quanto a parte dele que flutuar para fora do mosto for do tamanho de uma determinada moeda da época o mosto está no ponto. Coisas como esta e completamente impensáveis nos dias atuais, mas que valem pela curiosidade. Você pode acessar o livro aqui.

Geoffrey Chaucer – gravura de 1883

Outro fato interessante é que na Inglaterra à partir do século XVII é comum usar o termo Metheglyn para referir-se a hidromel, pois o mesmo veio importado da cultura Galesa, que foi trazida pelos Tudors para a Inglaterra e os Gauleses preferiam hidromel com especiarias.

A Inglaterra tem vivido um certo interesse em resgatar a sua tradição mais antiga e isso é evidente em movimentos dentro da gastronomia como por exemplo o restaurante Noma do chef René Redzepi, que faz questão do uso de pesquisa e resgate de ingredientes tradicionais e históricos e é um chefe que como vários na atualidade usam hidromel como parte integrante de seus molhos na cozinha. Tom Gosnell que é proprietário da Gosnells London Mead é uma das pessoas que estavam atentos a esse movimento e resolveram dar um toque de modernidade para o hidromel que era ainda produzido na inglaterra, baixando um pouco a graduação alcoólica dos mesmos para deixá-los mais fáceis de beber e assim atingir um maior público. E os parceiros dele não estão para brincadeira, são pessoas com décadas de experiência em produção de vinhos e hidroméis.

Hidromel Inglês.

Mais um fato é que não é somente no Brasil que temos o crescente interesse pelas culturas medievais e grupos de reencenação e estudo estão brotando lá em grande escala. Com eles vem o interesse em comidas e bebidas medievais, mais séries como Game of Thrones para deixar o povo com água na boca para provar o hidromel fazem com que haja hoje na Ingalterra um número crescente de empresas surgindo para abocanhar esse público. E apesar de a Inglaterra ainda ter muito caminho pela frente e não estarem com um mercado tão forte como o norte americano eles estão, em tradição e modernidade, ainda bem a frente de muitos países no mundo em relação ao nosso querido hidromel.

Hidromelarias Inglesas:

https://www.cornishmead.co.uk/

https://www.gosnells.co.uk/

Um abraço a todos e boas fermentações

Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidroméis.

 

Hidromel · Países Produtores · Receitas Antigas

Tucanaíra!

Olá a todos! Hoje recebi um texto muito interessante escrito pelo Marcelo Muta Ramos de São Paulo, texto este muito bem elaborado e que conta informações muito importantes sobre os hidroméis de origem nativa. Isso mesmo, nossos índios já produziam e tomavam hidromel aqui desde muito antes de qualquer colonizador chegar por essas terras. Que tal resgatarmos mais informações preciosas como essa? Fiquem com esse belo texto com que o Muta presenteou a todos nós.

Tucanaíra

Continue lendo “Tucanaíra!”

Hidromel · Países Produtores

Hidromel Polonês: Jadwiga – Póltorak

Olá a todos! Bem vindos novamente. Seguindo com a degustação do último exemplar de hidromel polonês que pude botas as mãos hoje é o dia do Jadwiga um hidromel Póltorak feito, como os demais degustados até agora, dentro das regras de produção tradicionais polonesas.

Esse hidromel em especial foi uma grande experiência. Na primeira prova que fiz dele achei pesado, doce e enjoativo. Isso tudo ao ponto de achar que era apenas coisa para polonês… mas depois com calma (e essa coisa de experimentar novamente em outro momento aprendi com o mundo dos vinhos) fiz uma nova prova e tenho que dizer que me surpreendi demais com o poder desse hidromel.

Continue lendo “Hidromel Polonês: Jadwiga – Póltorak”

Hidromel · Países Produtores

Hidromel Polonês: Kurpiowski – Dwójniak

Kurpiowski – Dwójniak – Todo meu respeito!

Olá pessoal! Seguindo a minha sofrida tarefa de provar os hidroméis poloneses que consegui e tentar passar a impressão que os estilos provados nos dão, hoje vou falar do segundo dos três que tenho em minhas mãos. Seguindo a sequência da “nobreza” dos hidroméis o segundo de direito para a série é o Kurpiowski, outro hidromel da empresa Apis, este porém é um hidromel Dwójniak.

Cada vez que tomo um pouco desses hidroméis penso que tenho que tentar fazer uma receita dessas. Os estilos poloneses apesar de não serem minha preferência me agradam muito mesmo!

Continue lendo “Hidromel Polonês: Kurpiowski – Dwójniak”

Hidromel · Países Produtores · Uncategorized

Hidromel Polonês: Piastowski – Trójniak

Trójniak, Poltorak e Dwojniak.

Olá a todos! Recentemente recebi de um amigo três garrafas de hidroméis poloneses e como sei que nem sempre temos essas belezinhas por aqui para nos deliciarmos resolvi descrever a degustação das crianças para vocês. Serão três posts, cada um falando sobre um dos hidroméis, o que pude tirar de características deles durante a degustação e falaremos também sobre o método de produção do estilo em questão.

Continue lendo “Hidromel Polonês: Piastowski – Trójniak”

Eventos · Hidromel · Países Produtores

Hidromel na Argentina? Sí, hay!

Olá caros hidromeleiros! O hidromel não está apenas começando a fazer sucesso aqui no Brasil não, temos também atividades acontecendo em um dos nossos vizinhos.

Lá como aqui, a produção, regulamentação e a quantidade de hidroméis comerciais ainda está engatinhando, mas existe movimentação nesse sentido e um dos maiores exemplos disso é a feira SITEVINITECH Argentina 2014 que será a segunda edição da feira realizada naquele país (a primeira foi em 2012) e contará com uma palestra especialmente focada nos hidroméis. Vale dizer que essa feira é uma das referências mundiais para o setor vitivinícola, conta com mais de 300 expositores, 10700 profissionais deverão visitá-la, e a Argentina é atualmente o 5º maior produtor de vinhos do mundo. Imaginam a repercussão que uma palestra sobre hidroméis pode ter em um evento como esse?

Continue lendo “Hidromel na Argentina? Sí, hay!”

Hidromel · Países Produtores

Tej – Hidromel da Etiópia

imageQuando falamos em hidromel sabemos que estamos falando de uma bebida que é ancestral, que tem suas origens perdidas no tempo ao ponto de sequer os arqueólogos não conseguirem determinar uma data para sua origem. Hoje quando falamos de hidromel a grande maioria das pessoas pensa em VIKINGS, esse povo tornou a bebida um símbolo em seu tempo. Mas o hidromel é muito mais velho que isso, muito mesmo. E talvez uma das civilizações mais antigas do mundo que ainda mantenha uma produção tradicional de hidromel é a Etiópia!

Tej

Continue lendo “Tej – Hidromel da Etiópia”

Hidromel · Países Produtores

Crescimento da indústria de hidroméis nos EUA

Hidromel conquistando o mundo! Credito imagem: GMM Fotografia.

Olá a todos! Notícia animadora vinda dos Estados Unidos. Recentemente a AMMA (American Mead Makers Association) divulgou sua pesquisa anual sobre o volume de venda nos Estados Unidos e o número apresentou incríveis 130% de crescimento entre 2012-2013! Foi de longe a bebida que teve o maior crescimento naquele país, superando mesmo bebidas como a cerveja e o vinho que são duas estrelas consagradas em solo americano.

E sabe a que é atribuída essa fantástica expansão? Ao um simples fato: Hidromel é delicioso! E é apenas questão de tempo até cair no gosto das pessoas! O principal problema é que o hidromel é ainda muito desconhecido. Tão desconhecido que a pessoa que vos escreve decidiu criar um blog para poder divulgar mais essa bebida dos Deuses!

Continue lendo “Crescimento da indústria de hidroméis nos EUA”

Hidromel · Países Produtores

Hidromel na Irlanda

Hidromel Bunratty – Irlandês

Olá pessoal e bem vindos ao segundo artigo da série que vai falar sobre a tradição do hidromel em alguns países.
Um país onde o hidromel ainda é tradição forte é a Irlanda, pela força da cultura Celta que é fortemente ligada ao hidromel e à cultura da própria Irlanda. O hidromel é muito conhecido no país por toda a sociedade e sua tradição vem de tempos antigos e sempre foi bebido por todos os níveis sociais e principalmente durante ocasiões festivas como feriados nacionais, casamentos e também em reuniões informais.

Aliás a questão do casamento na Irlanda é interessante pois existe uma tradição onde os noivos fazem um brinde com hidromel e dizem aos convidados:

Amigos e parentes, tão afeiçoados e queridos, é nosso maior prazer tê-los aqui.. Quando muito anos a partir deste dia tiverem passado, as melhores lembranças vão sempre perdurar. Então nós bebemos uma taça de hidromel Irlandês a pedimos que Deus abençoe em nossa hora de necessidade.

Continue lendo “Hidromel na Irlanda”

Hidromel · Países Produtores

Hidromel na Polônia – Tradição Secular

Olá a todos!

Hidromel Polonês – Altíssima qualidade!

Vou iniciar hoje uma série de artigos sobre a história, classificação e a popularidade do hidromel em diversos países do mundo. E para começar vou falar de um país onde atualmente o hidromel tem grande importância e um sistema de classificação bem diferente no que conhecemos e usamos aqui no Brasil.

Hidromel na Polônia

O hidromel sempre foi uma bebida muito tradicional na Polônia. Isso desde o período da dinastia Piast quando sequer o vinho era produzido em território Polonês, o que desde o início da história deste pais ajudou o hidromel e a cerveja florescerem. Porém o hidromel, em seus primórdios, era uma bebida cara e, portanto, bebida apenas em ocasiões importantes, ganhando com isso um status de bebida de luxo e foi com isso perdendo espaço para a vodka, mais barata e fácil de produzir.

Continue lendo “Hidromel na Polônia – Tradição Secular”