Hidromel

Entrevista especial

Hoje trazemos para vocês uma entrevista com Cíntia Leite e Johann Gomig. Cíntia e seu irmão Henrique Leite são sócios proprietários da Yggdrasill Hidroméis, marca da qual somos parceiros de longa data e tem os produtos entre os mais vendidos no Brasil. Ela e o marido, Yohann, tiveram recentemente um momento de “fama” ao aparecerem no Domingão do Hull, aonde mostraram muito das tradições que seguem e acreditam e também falaram sobre o casamento deles, no estilo Viking. Confiram abaixo a entrevista!

1 – Se apresentem, apresentem a marca e falem um pouco da trajetória da marca Yggdrasill.

Nós somos Cintia Leite e Johann Gomig, somos da Yggdrasill, empresa curitibana que está no ramo dos hidroméis desde 2009, e desde 2018 trabalhando de forma profissional com a bebida a nível Brasil.
Cintia além de uma das sócias da Yggdrasill é maquiadora e estudo parte da alimentação histórica viking/medieval e Johann participou do estudo de reconstrução das técnicas de combate viking, já lutou e foi campeão de campeonatos de combate viking, é analista de sistemas de profissão.

2 – Qual a ligação de vocês com o universo Viking?

Somos recriadores históricos, frequentamos eventos temáticos já há alguns anos, e a curiosidade pela cultura, mitologia e religiosidade já são antigas, pro Johann começou com os jogos de RPG, e para Cintia com Yggdrasill.

3 – Fale um pouco mais sobre a religião que vocês seguem?

Nós seguimos o paganismo nórdico. Quando nos conhecemos, Johann já frequentava o kindred (comunidade religiosa) Valkoinen susia em Curitiba, e Cintia conhecia mais a parte mitológica, mas aos poucos foi se inserindo na parte da religiosidade. Existem várias linhas de paganismo nórdico e o que seguimos aqui é mais animista, natural, acredita que tudo que compõem a natureza possui uma alma, espírito ou essência espiritual, são os seres menores além das divindades do panteão nórdico.

4 – Qual a importância do hidromel nesse contexto?

O hidromel é utilizado durante os ritos para oferecer aos deuses como uma forma de sacrifício, oferta. Hidromel também é relatado na Edda em Prosa que é um dos mais importantes textos que servem de base para o paganismo nórdico.

5 – Como funciona e quais são os momentos mais importantes, de um casamento Viking?

O casamento no rito nórdico é diferente de um casamento tradicional, apesar dos casamentos tradicionais possuírem alguns costumes oriundos do nórdico, como por exemplo a lua de mel.
No rito nórdico você pode pedir a presença dos deuses em que você mais tem familiaridade, porém o juramento é feito entre o casal, é assumir o compromisso mutuamente. A premissa do casamento é a união e a festa, muito animada com comida e bebida em abundância. Alguns dos costumes antigos já não servem para a sociedade moderna (como a oferta do dote por exemplo), mas com uma releitura pode ser adaptado.

6 – O que essa vivência, dentro dessa cultura ancestral, traz para os dias de hoje?

A cultura nórdica é muito rica e abrangente, possui valores muito interessantes para o indivíduo. Um exemplo dessa riqueza cultural são os pontos usados em bordados e até no nalbinding (semelhante ao tricô), as vestimentas eram muito ricas visualmente, com adornos e camadas de cores. A arte da era viking com sua complexidade e diversas fontes também é objeto de admiração.

7 – É possível conciliar o estilo de vida de vocês com a vida moderna?

Com certeza! Nós não somos vikings já pra deixar claro! Nós gostamos da cultura, porém nós vivemos em uma sociedade moderna e é importante não deixar o personagem da recriação ultrapassar os limites da imaginação, senão você vira um dos muitos malucos que existem e acham que são vikings no século XXI.

8 – Quem veio primeiro, o hidromel ou o universo Viking?

Com certeza o hidromel, existem registros de muito antes do período viking (séc. 8 ao 11). O hidromel se popularizou na Europa devido aos intercâmbio comercial, mas voltou aos holofotes recentemente devido a popularização da cultura nórdico/medieval nos jogos, séries e filmes, mas temos registros históricos no Egito e até na China, que datam de épocas A.C

9 – Para os interessados em participar dessa vivência, como podem fazer? Vocês promovem eventos para quem quer imersão nessa vivência?

Os eventos com a temática nórdica/medieval têm crescido muito nos últimos anos, aqui no Sul, temos grandes eventos em Blumenau, Carambeí, Curitiba e rio grande do sul!

Nós da Yggdrasill temos o festival dos Mundos, que foi um evento criado em comemoração do aniversário da empresa, onde temos músicos, apresentação de lutas e atividades voltadas para o período, além claro dos banquetes de comida.

Quem tiver interesse pode seguir algumas páginas e acompanhar:
@mead_yggdrasill
@festivaldosmundos
@medievalmarket
@taverna_dragao
@bandocelta
@grifodefogo

10 – Para quem quer mergulhar mais fundo no mundo dos hidroméis o que vocês sugerem?

Recomendamos começar com cursos e leituras, nesse caso podemos indicar de olhos fechados o livro do Luís Felipe, primeira literatura em português sobre o assunto e além dos cursos dele, que aliás, nós aqui da Yggdrasill já fizemos.
Muita paciência, hidromel não é uma bebida para você tirar em duas semanas, 1 mês. Um produto de qualidade requer principalmente tempo, prática e persistência.

Os hidroméis da Yggdrasill vocês encontram na loja O Dente Azul, que realiza entregas para todo o país!

Deixe uma resposta