Receita Melomel de Manga

12115659_1654058564871292_997633386600806778_nOlá a todos! Passo para vocês mais um das receitas que fiz, gostei e farei de novo.

A manga é uma das frutas que a muito tempo eu queria usar. Primeiro porque adoro manga, e depois porque ela é muito aromática e com o seu toque tropical achava que daria para fazer alguma coisa muito legal com ela. E deu.

Essa receita permite ainda variações na produção e pode ser incrementado com mais ingredientes para deixar mais complexo (imagina manga com pimenta!). 

Ingredientes (receita para 20 litros)

  • Mel suficiente para levar a gravidade do seu mosto a 1.092 (previsão de 12% abv) terminará seco.
  • 3,5 kgs de manga (apenas a polpa)
  • 8 gramas de nutrientes para leveduras (rico em DAP) – recomento o Fermaid K
  • 2 sachets de levedura RedStar Montrachet
  • água suficiente para completar 20 litros

Preparo:

Sanitize TODO O SEU EQUIPAMENTO e ÁREA DE TRABALHO!

Pode facilitar sua vida providenciando um pedaço de pano Voil para “embalar” a manga e facilitar a remoção da mesma do mosto.

12088265_1649730611970754_1745340858423514819_nSe o mel estiver cristalizado aqueça em banho maria, mas evite deixar que a temperatura do mesmo ultrapasse os 60°C. Coloque o mel e a água no fermentador (que você sanitizou perfeitamente antes de usar (se não sabe sanitizar leia nosso artigo) até atingir a gravidade de 1.093, e mexa até dissolver completamente o mel. Se quiser sanitizar o seu mel usando a temperatura apenas mantenha o mel a 60°C por 20 minutos, apesar de que não acho necessário.

Mistura o mel e a água até atingir a densidade de 1.092, para essa densidade vai precisar de cerca de 1/3 de mel para 2/3 de água. Mistura, tire uma amostra e meça, se precisar aumentar a densidade coloque mais mel, se precisar baixar, coloque mais água.

Mexa bastante seu mosto para colocar o máximo de oxigênio possível ou use uma bomba de aquário com pedra difusora, ou oxigênio hospitalar puro (o melhor para oxigenar).

Adicione a manga no mosto.

Reidrate as leveduras seguindo o nosso artigo ou siga as instruções do fabricante. Após esse processo coloque a levedura no mosto quando a diferença de temperatura entre eles não for maior que 10ºC.

Adicione 4 gramas do nutriente para as leveduras.

Lacre seu fermentados da melhor maneira possível.

Siga o procedimento de remover o CO2 segundo o indicado neste artigo. E oxigene o mosto diariamente pelos primeiros 5 dias. Depois faça oxigenações a cada 2 dias até a densidade do seu hidromel ter baixado 75%. Depois não precisa mais oxigenar ou remover o CO2.

Retire provas constantes para controlar seu hidromel: verifique aromas, sabores, densidade… tente identificar possíveis problemas assim que os mesmos aparecerem e procure as soluções o mais rápido possível.

Quando seu hidromel chegar a 50% da atenuação adicione outros 2 gr de nutrientes. Quando chegar a 75% adicione os 2 gr restantes.

Após o final da fermentação realize a primeira trasfega tomando cuidado para passar o mínimo possível de sujeira para o outro fermentador, então proceda com as demais trasfegas até que esteja totalmente clarificado e pronto para ir para a garrafa.

Uma variação é na fase da maturação adicionar um pouco de pimenta para dar uma vivacidade maior para este hidromel. Outra possibilidade, que foi o que eu fiz, é usar um pouco de mel de abelhas nativas para dar mais brilho e aroma para esse, já aromático, hidromel.

Um abraço a todos e boas fermentações!

Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidroméis

Outras Receitas: Hidromel de Chocolate com PimentaHidromel de Limão com AnizHidromel Tradicional SuaveReceita Hidromel Fácil JAOMMelomel de GoiabaHidromel Medieval VIISack HidromelCyser com CanelaReceita RhodomelMetheglyn Chocolate com café e baunilha,Hidromel de ChocolateHidromel Bouchet com AmoraMelomel de Pera,Vanilla HidromelMelomel de FramboesaMelomel de Abacaxi e Coco,Capsicumel – Hidromel com PimentaMelomel de LaranjaHidromel Tradicional 



Categorias:Hidromel, Receitas

Tags:, , ,

5 respostas

  1. Da manga também se aproveita o miolo branco do caroço, torrado e moído pra fazer pão, bolo ou no leito como café-com-leite. Muito usado na Índia.
    O pão fica com delicioso sabor de castanha

    Curtir

  2. show de bola !!!!!
    Se minha primeira leva ficar boa, esse final de ano vou fazer um lote de abacaxi com cerejas, acho que vai ficar bom também…..
    só não sei ainda como prever o resultado final em relação a dulçor e ABV.

    Curtir

  3. Comecei a fazer hidromel recentemente, um jaom, mas com 10 dias de fermentação notei que a liberação de CO2 diminuiu muito, no fundo do fermentador sedimentou algo branco me parece ser açúcar, aconteceu algo de errado com a fermentação???

    Curtir

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: