A origem da palavra hidromel

downloadOlá a todos!

Muito tem se falado ultimamente sobre a correta palavra para se referir ao nosso precioso líquido que costumamos chamar de hidromel.

Algumas pessoas defendem uma origem diversa da que defenderei, mais puxada para a árvore etimológica que originou o termo “mead” (inglês).

Eu, tendo o português como língua nativa, vou defender essa linhagem.

Só para trazer mais material para a mesa: ὑδρόμελι
Existe, sim, uma fonte latina (e grega antes disso) para a etimologia da palavra hidromel. Que em latim era Hydromeli e em grego ὑδρόμελι (hudromeli). Ambas derivando da palavra grega “hudor” (ὕδωρ – água) que passou a ser o prefixo “hudro” (ὑδρο) e da palavra “meli” (μέλι – mel). Ambas ainda tem registradas suas raízes proto-indo-européias sendo: “wed ou ud” (água, daí a derivação de palavras como water, hudro, wasser, wet, winter…). E da palavra “melit” (mel, tendo originado palavras como meli, mel, mildew…).

Se pesquisada a origem etimológica da palavra idromele (hidromel em italiano) chega-se, obviamente, a mesma raiz, dado serem nossa língua e a italiana originárias do idioma latino.
Mais sobre essa árvore etimológica aqui: http://www.myetymology.com/latin/hydromeli.html
Outro fato que achava importante era encontrar exemplos de uso:
Plínio, O Velho na sua obra História Natural (77 a.D.), descreve uma receita de hidromel:
Fit vinum et ex aqua ac melle tantum. quinquennio ad hoc servari caelestem iubent. alii prudentiores statim ad tertias partes decocunt et tertiam veteris mellis adiciunt, dein XL diebus canis ortu in sole habent. alii diffusa ita decimo die obturant. hoc vocatur hydromeli et vetustate saporem vini adsequitur, nusquam laudatius quam in Phrygia.
O texto pede para deixar a mistura preparada por 40 dias sob o sol, ou seja, é certamente uma bebida fermentada.
Outra fonte é a explicação encontrada no: A Dictionary of Greek and Roman Antiquities (1890) como segue abaixo:
Mulsum (sc. vinum) or οἰνόμελι is perfectly distinct from mulsa (sc. aqua). The latter, or mead, being made of honey and water mixed and fermented, is the μελίκρατον or ὑδρόμελι of the Greeks (Geopon. 8.28; Dioscorid. 5.9; Col. 12.12, 3; Isidor. Orig. 20.3.10; Plin. Nat. 14.113), although Pollux confounds (6.2) μελίκρατον with οἰνόμελι. Again, ὑδρόμηλον (Geopon. 8.27) or hydromelum (Isidor. Orig. 20.3.11) was cider; ὀξύμελι (Plin. Nat. 14.114) was a compound of vinegar, honey, salt, and pure water, boiled together and kept for a long time; ῥοδόμελι was a mere confection of expressed juice of rose-leaves and honey (Geopon. 8.29).
Como falante de uma língua de origem latina me dou por contente pela palavra hidromel. Claro, se há gosto pelo uso da palavra vinda de outra origem acredito que devemos usar nossa criatividade para nos divertirmos. E fazer a questão do bom hidromel ser maior que isso.
O hidromel é muito mais que um nome, todas as histórias relacionadas ao mesmo, sendo reais ou não, fazem parte de uma atmosfera na qual nos inserimos quando estamos com amigos e pessoas queridas para aproveitarmos nossa garrafa de hidromel, deixando o momento mais marcante e o hidromel mais inesquecível.
Um abraço e boas fermentação a todos!
Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidromeis.


Categorias:Datas, Hidromel

Tags:, , , ,

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: