Hidromel: Ajustes Pós-Fermentação – II

Fazer o blend é uma arte!

Olá pessoal! E como prometido segue hoje a segunda parte do artigo escrito pelo Marcos Odebrecht Júnior. Aproveitem.

Aproximação

Nesta primeira etapa serão preparadas 4 (quatro) diluições que serão comparadas às amostras originais “A” e “B”, ou seja, serão necessários 6 (seis) copos. Sempre que possível tente utilizar copos iguais e identifica-los apropriadamente. Desta forma, cada copo receberá um total de 20 (vinte) partes de hidromel (ou outra bebida), sendo que 1 (uma) parte pode ser uma colher de sopa, por exemplo, ou qualquer outra medida que seja fácil de reproduzir.

Após o preparo das amostras conforme detalhado na Tabela 1, proceda para a parte boa: a degustação. Aqui a intenção é separar as duas amostras subsequentes que mais lhe agradam. Por exemplo, digamos que você esteja avaliando a possibilidade de diluir um hidromel forte de 16 % abv. com um leve de 7 % abv. para obter um hidromel médio com aproximadamente 11 % abv. Neste cenário seria muito fácil calcular a diluição e seguir em frente, mas como já foi comentado, é possível que o resultado sensorial não seja tão bom quanto o esperado.

Número A% : B% Partes de A Partes de B
1 100:0 20 0
5 80:20 16 4
9 60:40 12 8
13 40:60 8 12
17 20:80 4 16
21 0:100 0 20

Fonte: adaptado de Piatz 2014.

Assim que você escolher duas amostras que delimitam os limites aproximados da diluição, por exemplo, as amostras de número 9 e 13, então é hora de partir para o ajuste fino. Nesta primeira etapa a diluição foi realizada em incrementos de 20 %.

Ajuste fino

Nesta segunda etapa de diluição a intenção é realizar o ajuste fino da diluição a partir do resultado obtido na etapa anterior. Seguindo com o exemplo anterior onde as amostras 9 e 13 foram escolhidas, agora é hora de preparar mais 3 (três) amostras. Neste exemplo, as amostras preparadas nesta segunda etapa seriam as de número 10, 11 e 12, com diluições incrementais da ordem de 5%, conforme detalhado na Tabela 2. Então, utilizando as 5 (cinco) amostras (duas da aproximação e três do ajuste fino), procure pela que melhor representa o objetivo que você busca com a diluição em questão.

Número A% : B% Partes de A Partes de B
1 100:0 20 0
2 95:5 19 1
3 90:10 18 2
4 85:15 17 3
5 80:20 16 4
6 75:25 15 5
7 70:30 14 6
8 65:35 13 7
9 60:40 12 8
10 55:45 11 9
11 50:50 10 10
12 45:55 9 11
13 40:60 8 12
14 35:65 7 13
15 30:70 6 14
16 25:75 5 15
17 20:80 4 16
18 15:85 3 17
19 10:90 2 18
20 5:95 1 19
21 0:100 0 20

Fonte: adaptado de Piatz 2014.

Uma vez definida a amostra que melhor apresentou as características da diluição em questão, basta calcular a proporção final e realizar o ajuste. Por exemplo, caso a melhor amostra tenha sido a de número 12, seria necessário 45 % da amostra “A” e 55 % da amostra “B”. Desta forma, a proporção poderia ser de 1 litro da amostra “A” para cada 1,2 litros da amostra “B”.

Claro que é possível escolher duas amostras desta segunda etapa e realizar uma terceira etapa de ajuste. Entretanto, é muito provável que as diferenças seriam muito sutis e dificilmente seriam percebidas.

Conclusões

Aplicações: além das aplicações já listadas, esta técnica também pode ser usada para adição de tinturas (de frutas, chás, especiarias, madeira, dry-hopping), produção de cysers, braggots e pyments, ou mesmo para ajuste de acidez, dulçor, taninos, dentre outros. Basta preparar uma amostra do hidromel com uma adição um pouco maior de ácido cítrico/mel/taninos (escolha um), por exemplo, e denominar de “B”, sendo que o hidromel sem o ajuste seria a amostra “A” e prosseguir com a abordagem proposta para determinar qual a melhor proporção a ser utilizada.

Outra possibilidade é, ao final de tudo, perceber que a ideia original não era lá muito boa. Bom, ainda bem que os testes foram realizados em pequena escala. Basta então preparar outra rodada de testes com outra ideia. Por fim, não se esqueça de anotar todo o processo e os resultados obtidos. Afinal de contas, é muito provável que o resultado seja interessante e você tente reproduzi-lo em breve.

Espero que esta pequena descrição do processo de ajustes de hidromel possibilite a melhora dos hidroméis produzidos e incentive a criatividade do pessoal.

Qual a sua técnica preferida para ajustes pós-fermentação? Deixe sua sugestão nos comentários!

Notas complementares

AHA – American Homebrewers AssociationAmericam Homebrewers Association

BJCP – Beer Judge Certification Program

Mazer Cup – A maior competição de hidroméis da atualidade.

NHC – NationalHomebrewersConference: maior competição de cervejas caseiras do mundo, com 8.172 amostras avaliadas em 2014 (comparado com as 7.757 de 2013).

MeadmakeroftheYear: título conferido ao produtor do hidromel que obtiver a melhor colocação geral (Best of Show – BOS) no NHC. Em 2014 foram avaliadas 285 amostras de hidromel no NHC.

Referências Bibliográficas

Gordon Strong, Susan Ruud, Kristen England, Ken Schramm, Curt Stock, PetarBakulić, and Michael Zapolski. BJCP Mead Exam Study Guide: What you need to know to pass the Mead Exam. Beer Judge Certification Program, St Louis Park, MN, 2009.Disponívelem: <a href=”http://www.bjcp.org/mead.php&#8221; title=”BJCP – Mead Resources” target=”_blank”>BJCP Mead Resources</a>.

Steve Piatz.  The Complete Guide to Making Mead: the ingredients, equipment, processes, and recipes for crafting honey wine. Voyageur Press, Minneapolis, MN, 2014.Disponível na Amazon.

Primeira parte do artigo, clique aqui!



Categorias:Hidromel

Tags:, , , , , ,

3 respostas

  1. Eu estou começando a obter hidromeis de qualidade agora, portanto não vou aplicar a técnica neste momento. Porém a sistematização do processo é prática e fácil ! Gostei muito !!!

    Curtir

  2. muito bom estamos cada vez mais obtendo informações e técnicas que melhoram e muito a qualidade da produção do mead, muito bom Luis

    Curtir

Trackbacks

  1. Hidromel: Ajustes Pós-Fermentação – I | Pompeia Hidroméis

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: