Como cuidar do seu Barril

10308026-image-of-the-old-oak-barrels-on-a-white-backgroundOlá a todos! Voltando a pesquisar algumas técnicas mais avançadas de produção de bebidas, não tem como não passar várias vezes pela utilização de madeira para o envelhecimento. E esse é um tema que nos oferece muitas, mas muitas possibilidades. Seja com o uso dos barris ou dornas para envelhecimento prolongado, tinas para fermentação ou ainda chips, lascas, ripas, espirais, cubos e toda uma variedade de formatos de pedaços de madeira colocados no tanque onde a bebida está fermentando ou maturando.

Gosto tanto do tema que ele já foi assunto de outros dois artigos aqui no Pompeia Hidroméis: Porque usar carvalho no hidromel e Armazenamento e envelhecimento do hidromel.

O fato é que é um assunto que rende muito e sempre temos muito o que aprender sobre o mesmo. Do que já pesquisei o que encontrei é que o mais completo dos métodos de uso é o envelhecimento em barris de madeira. Isso porque o barril causa evaporação gradual lenta do líquido, uma micro oxigenação que enriquece os aromas, e empresta aromas e sabores da própria madeira, além de que bem cuidado, protege muito bem a bebida.

Aí entra a questão: Como cuidar corretamente do seu barril? Seja ele de carvalho, amburana, castanheira, bálsamo, etc…

Pense comigo, um barril novo não custa barato. Se estivermos falando de um barril de carvalho francês novo e de boa procedência podemos chegar fácil a um valor acima de mil euros. Você vai querer estragar um barril desses? E mais ainda, um barril mal cuidado pode acabar acabando com a bebida que colocamos dentro dele!

Então é muito importante termos estabelecido um método de tratamento e cuidado com nossos barris, para que os mesmos estejam sempre em boas condições de uso. E não é tão difícil assim, bastam alguns cuidados específicos.

Barril novo.

Quando um barril zerado chega até você a primeira coisa a fazer é dar uma geral no mesmo. Procure por rachaduras na madeira, ou outras falhas de construção. Remova qualquer possível pedaço de madeira solta dentro do barril. Cheque o aroma, deve ser adocicado e amadeirado (dã), não pode ter cheiro avinagrado ou qualquer outro que mostre problemas.

Antes de colocar sua bebida dentro do barril novo ou que tenha sido guardado seco depois do último uso, você precisa enche-lo com água para que o mesmo inche e sele por completo para não haver vazamentos. O método mais comum para isso é encher o barril com água fria. Primeiramente enche-se 1/3 do barril com água e espera-se cerca de 4 horas, depois aumentamos a quantidade de água para 2/3, mais 4 horas e então enchemos o barril. Agora esperamos o barril absorver parte da água e vedar-se por completo. Normalmente no segundo dia o barril já deve estar sem vazamentos.

Existe outro método, também conhecido por “método francês” que é o seguinte: enche 10% do barril com água quente. Então coloque o batoque e faça essa água passar por toda a superfície interna do barril. Coloque o barril em pé e cubra a área da tampa do barril com água quente. Aguarde 15 minutos e vire o barril com a outra tampa para cima e coloque água quente também, mais 15 minutos, tire a água quente de dentro do barril e encha de água fria para verificar se ainda temos vazamentos, se tiver algum, deixe a água fria para que a mesma termine o serviço.

Não importa qual método for usar, não deixe a mesma água dentro do barril por mais de 2 dias ou corremos o risco de desenvolvermos bactérias e fungos no nosso barril. Se houver necessidade de deixar o barril com água por vários dias para que sele por completo, vá trocando a água de 2 em 2 dias.

Uma boa pedida é colocar metabissulfito de potássio na água que você está usando para tratar seu barril, ajudando assim a controlar as bactérias e fungos presentes.

Limpando o barril depois do uso.

O barril deve ser lavado apenas com água quente e então enxaguado com água fria. Repita várias vezes esse procedimento. Evite usar água clorada pois a mesma pode ajudar alguns bolores a produzir o TCA (2,4,6-trichloroanisole) ou aroma de “rolhado”, e uma vez que isso aconteça você perdeu seu barril. Não use qualquer tipo de produto químico para limpar seu barril ou correrá o risco de estragar para sempre seu barril.

Guardando seu Barril.

Se precisar guardar seu barril por um tempo sem nenhuma bebida dentro, então alguns cuidados precisam ser tomados para evitar problemas. Um deles é verificar que a limpeza foi muito bem feita. então você tem duas opções para armazenar seu barril: Seco ou molhado.

Armazenar a seco, depois da limpeza seque completamente seu barril e então você precisa adicionar alguma coisa dentro desse barril para protegê-lo e o melhor método para fazer isso a seco é queimar uma pastilha de enxofre dentro do barril e os mantenha fechado, casas que vendem produtos para produtores de vinho normalmente os tem. Quando você queima essas pastilhas você tem a liberação de SO2 no ar que está dentro do seu barril e então esse SO2 vai ajudar a manter o ambiente sem contaminações. Você deve queimar sempre uma nova pastilha de enxofre no período de 2 meses para manter o ambiente seguro.

Antes de usar o barril limpe bem qualquer resquício sólido de enxofre que possa ter ficado dentro do barril.

Bem, estamos guardando o barril a seco, mas isso não quer dizer que ele vai ficar seco para sempre. Sempre que for queimar uma nova pastilha de enxofre no mesmo, encha o barril com 1/3 de água quente e faça essa água entrar em contato com toda a superfície do barril, seque, queime o enxofre e guarde seu barril. Isso é usado para evitar que a madeira resseque e possa comprometer a estrutura do seu barril.

Se preferir guardar seu barril “molhado”, então deve preparar uma solução com SO2 para deixar dentro do seu barril. O indicado é 1 a 2gr de SO2 por litro de solução. Então se estiver usando metabissulfito de potássio calcule quanto será necessário para oferecer esta quantidade de SO2 para sua solução. É também muito indicado adicionar algum ácido junto com o SO2 o sulfito para melhorar a desempenho do mesmo, e o mais indicado é o ácido cítrico, o uso é de 1gr por litro. Essa solução é efetiva por até 6 meses e depois deve ser substituída por uma nova.

Qual a vantagem de guardar o barril com essa solução ao invés de guardar a seco e queimar o enxofre dentro dele? Manutenção, com esse método você precisa trabalhar menos o seu barril, pois apenas tem que substituir a solução a cada 6 meses. Porém o barril cheio o tempo todo faz com que você esteja constantemente perdendo parte dos aromas e sabores do seu barril, que vão ser passados para a solução dentro dele. É o preço desta escolha.

Bem pessoal acho que o básico sobre cuidados com barril de madeira é isso. Espero que seja útil para vocês, leiam os artigos recomendados no começo deste post e até mais.

Um abraço e boas fermentações a todos.

Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidroméis.

 

 

 

 

 

 



Categorias:Hidromel

Tags:, , , , , , , , , , , , ,

3 respostas

  1. Adoreei o post! Onde posso comprar um barril para envelhecer doce de leite?

    Curtir

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: