III Concurso Estadual da ACervA Catarinense – Hidroméis!

IMG_6351Olá pessoal, posto para vocês algumas fotos da degustação das 7 amostras de hidromel do III Concurso Estadual da ACervA Catarinense e também alguns comentários.

O concurso foi realizado nos dias 30 e 31 de Agosto na cidade de Blumenau, foi organizado e promovido pela ACervA Catarinense.

A lista dos finalistas é a seguinte:

3A – Vienna Lager
Nenhuma amostra com nota superior a 30 (trinta) pontos

8C – English Pale Ale
Rodrigo Nicoloso – Laçador ESB

12B – Robust Porter
Fábio Albino Smania – Bagual
Gabriel Kollross – Prosa com Nego Véio
Gianclaudio Sperandio
Helio Rissio Junior – Kyrie
Helton Araujo Couto Carneiro – Hammel Porter
James Jimenez Hernandez – Maruim Chica

15A – Weizen
César Dandolini – Danforst Weiss
Gianclaudio Sperandio
Rafael Calage Tonera – Tonera Weizen
Ricardo Guesser – Weizen Artezanalle
Vagner Toniasso

16C – Saison
James Jimenez Hernandez – Maruim Saison Du Phlebótome
Rodrigo Tasca – Raining Day Saison

26C – Hidromel estilo livre
Isadora Ribeiro Kander – Hidromel Kander

Parabéns aos finalistas e a todos que participaram! 

IMG_6353O participante que tiver a sua amostra de cerveja ou hidromel com pontuação final dentro das seguintes faixas de pontuação receberá, por e-mail, um certificado contendo a respectiva classificação:

  • i. Ouro (38 a 50 pontos): exemplo do estilo de classe mundial
  • ii. Prata (30 a 37 pontos): exemplifica bem o estilo, requer pequenos ajustes
  • iii. Bronze (25 a 29 pontos): geralmente dentro dos parâmetros do estilo, com pequenas falhas

Parabéns também a todos os Juízes participantes:

  • Charles Ristow
  • Cláudio Ebert
  • Elcio Martins
  • Eli Junior
  • Fabiano Massaneiro
  • Fernanda Lazzari
  • Gean Carlo Vila Lobus
  • Guilherme Ferreira
  • Isadora Kander Ribeiro
  • João Marcos Corrêa
  • Johann Hilgenstieler
  • Leo Sassen
  • Luis Felipe de Moraes
  • Marcos Odebrecht Jr.
  • Michelle Schenekenberg Elias
  • Yuri Holbrich

 

IMG_6327

Amostras do Concurso

Participei da avaliaçao dos hidroméis e posso dizer que em geral tivemos amostras com bela apresentação (quase todas), e muitas poucas tinham defeito significativo, mas o que mais chamou a atenção foi a falta de atenção quanto a categoria do concurso! A categoria aberta para inscrições era a 26C (Hidromel Estilo Livre ou Open Category no original,) inclusive falamos sobre essa categoria em específico aqui no blog (clique aqui para ver a matéria) para tentar eliminar quaisquer dúvidas. Então pessoal, muita atenção, porque tinham hidroméis interessantes no concurso mas que estavam fora de categoria, uma pena!

Uma coisa que marcou, na MINHA opinião, foi a ausência de voluntários para auxiliar no concurso. Não havia auxiliares suficientes para os dias de julgamento!! Pessoal, quando falamos que queremos ver uma coisa evoluindo, seja o hidromel ou a cerveja artesanal, temos que nos disponibilizar e darmos efetivamente nossa contribuição. Participando de auxiliar (quem sabe no futuro juiz) você pode ver como funciona toda a mecânica do concurso e aprende muito com a troca de experiências com todos que ali estão! No I Concurso Sul Brasileiro tínhamos várias pessoas, muitos juízes e auxiliares trabalhando e o concurso fluiu muito bem e eram centenas de amostras. A falta de voluntários não inviabilizou o Concurso Catarinense, mas atrapalha muito a todos os que estão lá oferecendo seu tempo, pois todos são voluntários. Pensem nisso!

IMG_6342

Marcos Odebrecht Jr e Fernanda Lazzari – Julgando Hidroméis!

IMG_6344

Fernanda Lazzari e Luis Felipe de Moraes – Julgando Hidroméis!

IMG_6347

Luis Felipe de Moraes

IMG_6325

Resumo para o participante!

 

 

 



Categorias:Hidromel

Tags:, , , , , ,

2 respostas

  1. Luis Felipe, bom dia.
    Primeiramente eu o parabenizo pelo seu empenho e atenção prestada à essa arte secular de produzir o Hidromel, o que me estimulou a fazer o mesmo aqui em Santo Amaro da Purificação (recôncavo baiano).
    O primeiro teste que fiz, utilizei uma garrafa de 1l de mel PURO (produzido aqui mesmo em Santo Amaro) com aproximadamente 3,8l de água mineral e meio pacote (5gr) de fermento biológico comum.
    O resultado após 20 dias de fermentação e 40 dias desde o inicio do processo, com duas trocas de vasilha para eliminar as impurezas, foi um produto ainda turvo e com forte odor e sabor de leveduras, apesar de não haver mais resíduo no fundo e nenhum sinal de fermentação a mais de 30 dias.

    Estou com 3l (aproximadamente 4,2kg) de mel, tendo em vista que cada litro de mel tem 1,4kg. Gostaria de saber quanto de água e fermento biológico eu utilizo paras fazer um Hidromel “suave”.
    ps.: Não tenho nutrientes para a levedura nem o densímetro, estou tentando fazer na “cara e na coragem”.

    Obrigado pela atenção.

    Gostaria de fazer contato direto com vocês. Como faço? Telefone?e-mail?

    Mauro Carmo

    Curtir

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: