Hidromel Polonês: Kurpiowski – Dwójniak

Kurpiowski – Dwójniak – Todo meu respeito!

Olá pessoal! Seguindo a minha sofrida tarefa de provar os hidroméis poloneses que consegui e tentar passar a impressão que os estilos provados nos dão, hoje vou falar do segundo dos três que tenho em minhas mãos. Seguindo a sequência da “nobreza” dos hidroméis o segundo de direito para a série é o Kurpiowski, outro hidromel da empresa Apis, este porém é um hidromel Dwójniak.

Cada vez que tomo um pouco desses hidroméis penso que tenho que tentar fazer uma receita dessas. Os estilos poloneses apesar de não serem minha preferência me agradam muito mesmo!

Uma curiosidade que descobri lendo uns documentos da União Européia sobre a regulamentação de bebidas típicas, no caso os hidroméis poloneses. Se ele for reconhecido oficialmente por essa regulamentação ele pode conter a seguinte frase: “miód pitny wytworzony zgodnie ze staropolską tradycją” que significa: Hidromel produzido de acordo com a antiga tradição polonesa (tradução livre). Serve como um indicativo a mais, porém não obrigatório, para quando tiverem a oportunidade de colocar as mãos em um hidromel daquelas bandas.

Estilo do dia: Dwójniak

O estilo Dwójniak (palavrinha difícil…) tem o nome derivado do numeral 2 em  polonês dado a sua formulação: é elaborado com 1 parte de água para 1 parte de mel, tem que ser característico do estilo, com presença do sabor e aroma do mel cru usado em sua composição. Pode ser enriquecido com o uso de especiarias e ervas (cravo, canela, noz-moscada ou gengibre), frutas ou o suco das mesmas, e deve obrigatoriamente ter a cor entre o dourado e o âmbar. O álcool deve ficar entre 15 – 18% abv.

O tempo mínimo para envelhecimento requerido pela legislação é de 2 anos. Mas a prática se mostra bem maior, ví a descrição de vários produtores que dizem envelhecer o seu Dwójniak por 4 ou 5 anos.

Pesquisando na mesma site de classificação online Ratebeer.com encontrei esse hidromel com a excelentíssima classíficação de 99 pontos (clique aqui para ver esse hidromel no site) na data que escrevo esse artigo. Digno de muito respeito! Por mais que o estilo não venha a agradar o paladar de alguém em particular, essa pessoa tem que ter respeito por uma bebida dessas!

Prova

Adoro essa cor para hidroméis!

Esse hidromel já não tem muitas semelhanças com o anterior (para ver a degustação do Piastowski – Trójniak, clique aqui!), começando pela apresentação visual. Ambar, mas não muito escuro, cor linda, cristalino, forma lágrimas maravilhosas, densas e lentas.

Achei o aroma dele super complexo! Aromas de mel, de amendoado (lembrando o licor Frangelico), um aroma quente lembrando um cognac muito envelhecido, nota-se a madeira, um leve tostado (provavelmente da madeira), tudo isso em camadas que vão se sobrepondo uma atrás da outra. Achei fantástico.

Na boca ele é sedoso, macio, muito encorpado, muita presença de boca, sente-se bem o mel, algo que parece uma baunilha, geléia de figo… termina com um dulçor e uma acidez na medida, que limpa a boca! Mas mesmo depois de engolir os sabores e aromas (retrogosto) demoram para ir embora! E nessa fase achei um aroma que parece ser de torda de maças… (devo estar com fome!)

Hidromel sensacional! Na primeira prova que fiz alguns dias atrás não tinha dado a ele a importância devida! Hoje provando de novo e com calma tenho que tirar o chapéu e tomar esse hidromel ajoelhado!

Bem pessoal, vou ficar aqui saboreando essa taça de Kurpiowski – Dwójniak, um abraço a todos e boas fermentações! 

Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidroméis

 



Categorias:Hidromel, Países Produtores

Tags:, , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: