Guia de Estilos – BJCP – Parte II

Atenção nos estudos!

Olá hidromeleiros! Para você que está acompanhando os últimos artigos sobre o BJCP segue a parte 2 da tradução do guia BJCP sobre hidroméis! E logo logo tem mais material vindo por aí! E mesmo que você não vá fazer a prova para juiz de hidromel que irá acontecer no próximo mês, leia esse material. É muito importante!

Continuando:

25 Melomel (Hidromel com Fruta)

Verifique a Introdução às Diretrizes de Hidromel para uma descrição detalhada das características padrões do hidromel, a explicação dos termos padrões e para instruções de como inscrever hidroméis. Verifique as descrições da Categoria 24 para detalhes adicionais do caráter esperado de hidroméis seco, semi-doce e doce. Utilize estas informações para avaliar a distinção entre os vários níveis de dulçor. A ordenação primária da avaliação dos hidroméis em função do dulçor é recomendada, sendo a força alcoólica o critério secundário.

25A Cyser

Um Cyser é um melomel feito com maçãs (geralmente sidra).

Aroma: Dependendo do dulçor e da força, um caráter sutil à distintamente identificável de mel e maçã/sidra (as versões secas ou hydromel possuirão menos aromáticos do que as versões doces e/ou sack). O caráter de maçã/sidra deve ser límpido e distintivo; este pode expressar um caráter de maçã variando desde uma sutil frutosidade até um caráter varietal único (caso declarado) ou um complexo conjunto de aromas de maçãs. Algumas notas picantes ou terrosas podem estar presentes, assim como um leve caráter sulfuroso. O aroma de mel deve ser perceptível, e pode ter um dulçor leve à significante que pode expressar o aroma do néctar de flor. Se um mel varietal for declarado, o aroma pode ter um caráter desde sutil até muito notável que reflete a variedade do mel (diferentes variedades possuem diferentes intensidades e caráteres). O buquê deve apresentar um agradável caráter de fermentação, com aromáticos preferencialmente límpidos e frescos. Versões mais fortes e/ou mais doces apresentarão buquê com mais álcool e dulçor. Delicados fenólicos picantes de certas variedades de maçã são aceitáveis, assim como um leve caráter de diacetil proveniente da fermentação maloláctica (ambos são opcionais). A descrição padrão se aplica às demais características.

Aparência: A descrição padrão se aplica, com exceção da cor. A cor pode variar de palha até âmbar dourado profundo (sendo a maioria entre amarelo e dourado), dependendo da variedade do mel e do conjunto de maçãs ou sidras utilizado.

Sabor: A intensidade do sabor de maçã e de mel pode varia desde nenhum até elevado; o dulçor residual pode variar de nenhum até elevado; e o final pode ser desde seco até doce, dependendo do nível de dulçor declarado (de seco à doce) e da força alcoólica declarada (de hydromel à sack). A acidez e os taninos naturais da maçã podem prover certo azedo e adstringência para equilibrar o dulçor, o sabor do mel e o álcool. Um cyser pode ter um caráter de mel variando desde sutil até forte, e pode apresentar caráter varietal de mel desde notável até proeminente se um mel varietal for declarado (diferentes variedades possuem diferentes intensidades). Delicados fenólicos picantes provenientes de certas variedades de maçãs são aceitáveis, assim como um leve caráter de diacetil proveniente da fermentação maloláctica e um breve caráter sulfuroso (ambos opcionais). A descrição padrão se aplica às demais características.

Sensação na boca: A descrição padrão se aplica. Geralmente parecido com vinho. Alguma acidez natural pode estar presente (proveniente da mistura de maçãs) e ajuda a equilibrar a impressão geral. Algumas maçãs fornecem adstringência natural, mas este caráter não deve ser excessivo.

Impressão Geral: Nos exemplos bem produzidos deste estilo de hidromel, a fruta é tanto distintiva quanto bem incorporada ao equilíbrio entre dulçor de mel, acidez, taninos e álcool. Alguns dos melhores exemplos mais fortes possuem sabor e aroma de Calvados envelhecido (uma espécie de brandy de maçã do norte da França), enquanto que versões secas e sutis podem ser similares a muitos vinhos brancos.

Ingredientes: A descrição padrão se aplica. O Cyser é um hidromel padrão feito com a adição de maçãs ou suco de maçã. Tradicionalmente, os cysers são feitos com a adição de mel ao suco de maçã sem adição de água. Um cyser condimentado ou um cyser com outros ingredientes deve ser inscrito na categoria Open Mead.

Comentários: Deve haver um equilíbrio interessante entre o caráter de fruta e o caráter de mel, mas não necessariamente um equilíbrio homogêneo. Em geral, um bom equilíbrio entre taninos e dulçor é desejado, mesmo que versões muito secas ou muito doces também existam. Veja a descrição padrão para os requisitos de inscrição. Os inscritos DEVEM especificar a carbonatação, a força e o dulçor. Os inscritos PODEM especificar as variedades de mel. Os inscritos PODEM especificar as variedades de maçãs utilizadas; caso especificada, um caráter varietal será esperado. Produtos com uma proporção relativamente baixa de mel podem ser mais bem enquadrados como um Specialty Cider.

Exemplos Comerciais:  White Winter Cyser, Rabbit’s Foot Apple Cyser, Long Island Meadery Apple Cyser.

25B Pyment

Um Pyment é um melomel feito com uvas (geralmente a partir do suco).

Aroma: Dependendo do dulçor e da força, apresentará aroma de caráter sutil à discernível de mel e uva/vinho (versões secas e/ou hydromel tendem a apresentar menos aromáticos do que versões doces e/ou sack). O caráter de uva/vinho deve ser límpido e distintivo; este pode expressar uma variabilidade do caráter de uvas desde uma sutil frutosidade, um caráter varietal de uva (caso declarado) até uma prazerosa mistura de uvas ou vinho. Algumas notas complexas como picante, como grama ou terroso podem estar presentes (como no vinho). O aroma de mel deve ser notável e pode ter dulçor leve à significante, que pode expressar o aroma da flor do néctar. Se a variedade do mel for declarada, o aroma deve possuir um caráter varietal desde sutil até muito notável que o distinga (diferentes variedades possuem diferentes intensidades e caráteres). O buquê deve apresentar um caráter prazeroso de fermentação, com aromáticos límpidos e frescos sendo preferidos. Versões mais fortes e/ou mais doces possuirão aroma com mais álcool e dulçor. Leves fenólicos picantes provenientes de certas variedades de uvas são aceitos, assim como um leve caráter de diacetil proveniente da fermentação maloláctica em certas variedades de uvas brancas (ambos são opcionais). A descrição padrão se aplica às demais características.

Aparência: A descrição padrão se aplica, com exceção da cor. A cor pode variar de palha até vermelho-púrpuro profundo, dependendo da variedade de uvas e mel utilizados. A cor deve ser característica da variedade de uva utilizada, embora a variedade do mel possa influenciar nas variedades de uvas brancas.

Sabor: A intensidade do sabor de uva/vinho e mel pode variar desde sutil até elevado; o dulçor residual pode variar desde nenhum até elevado; o final pode variar de seco à doce, dependendo do nível de dulçor declarado (seco até doce) e da força declarada (hydromel até sack). A acidez e os taninos naturais da uva podem resultar em um leve azedo e adstringência que equilibram o dulçor, o sabor do mel e o álcool. Um pyment pode apresentar caráter de mel desde sutil à elevado, podendo ainda apresentar características de mel varietal caso um mel varietal seja declarado (diferentes variedades apresentam diferentes intensidades). Dependendo da variedade da uva, sabores frutado, condimentado, gramíneo, amanteigado, terroso, mineral e/ou floral podem estar presentes. A descrição padrão se aplica às demais características.

Sensação na boca: A descrição padrão se aplica. Como o vinho. Alguma acidez natural geralmente está presente (proveniente das uvas) e ajuda a equilibrar a impressão geral. Taninos ou a casca da uva podem conferir corpo e certa adstringência, entretanto este caráter não deve ser excessivo. A maturação prolongada pode suavizar a adstringência proveniente dos taninos.

Impressão Geral: Nos bons exemplares do estilo a uva é tanto distintamente vinhosa quanto bem incorporada ao equilíbrio mel-dulçor-ácido-tanino-álcool do hidromel. Versões brancas e tintas podem ser bem distintas e a impressão geral deve ser característica do tipo de uvas utilizadas e sugestivo ao vinho de variedade similar.

Ingredientes: A descrição padrão se aplica. Um pyment é um hidromel standard produzido com a adição de uvas ou do suco de uvas. Alternativamente, o pyment pode ser produzido em casa adoçando um vinho com mel ou ainda um hidromel misturado com vinho caseiro após a fermentação. Um pyment condimentado (hippocras), ou um pyment com outros ingredientes deve ser inscrito na categoria Open Category Mead.

Comentários: Deve haver uma combinação prazerosa entre os caráteres de fruta e de mel, mas não necessariamente em igual intensidade. Geralmente um bom equilíbrio tanino-dulçor é desejável, mesmo que versões muito secas ou muito doces existam. Veja a descrição padrão para os requisitos de inscrição. Os inscritos DEVEM especificar o nível de carbonatação, força e dulçor. Os inscritos PODEM especificar méis varietais. Os inscritos PODEM especificar as variedades de uvas utilizadas; caso especificado, o caráter varietal será esperado.

Exemplos Comerciais: Redstone Pinot Noir and White Pyment Mountain Honey Wines.

25C Other Fruit Melomel (Melomel de Outras Frutas)

Aroma: Dependendo do dulçor e da força, um aroma com caráter desde suave à distintivo de mel e fruta (versões secas e/ou hydromel tendem a apresentar menos aromáticos do que versões doces e/ou sack).  O caráter de fruta deve apresentar distintivos aromas associados à(s) fruta(s) em particular; entretanto note que algumas frutas (como por exemplo, framboesas e cerejas) possuem aromas mais fortes e mais distintivos do que outras frutas (como por exemplo, mirtilos e morangos) – permita um caráter de fruta de intensidade desde sutil até agressivo. O caráter de fruta deve ser agradável e enriquecedor e não artificial e inapropriadamente enjoativo (considerando o caráter da fruta). Nem todas as frutas poderão ser individualmente discerníveis ou estar presentes em iguais proporções em um melomel de várias frutas. O aroma de mel deve ser notável, podendo variar desde leve até significativamente doce, podendo ainda expressar o aroma do néctar da flor. Se uma variedade de mel for declarada, o aroma poderá possuir um caráter varietal desde sutil até muito discernível (diferentes variedades possuem diferentes intensidades e caráteres). O buquê deve apresentar caráter agradável de fermentação, com aromas límpidos e frescos sendo preferidos. Versões mais fortes e/ou doces possuirão maior dulçor e álcool no aroma. Algum azedo pode estar presente se ocorrer naturalmente na(s) fruta(s) em particular, mas este não deve ser inapropriadamente intenso. A descrição padrão se aplica às demais características.

Aparência: A descrição padrão se aplica, com exceção da cor. A cor pode apresentar ampla gama de variação, dependendo das variedades de frutas e méis utilizados. Para meloméis de cores claras com frutas que exibam cores distintivas, a cor deve ser notável. Perceba que a cor da fruta no hidromel normalmente é mais clara do que o sumo da fruta em questão e pode ainda exibir diferentes tons. Hidroméis feitos com frutas de cores claras também podem ter contribuição de cor de méis varietais. Em hidroméis que apresentam colarinho, este pode apresentar, parcialmente, a cor da fruta em questão.

Sabor: A intensidade do sabor de fruta e de mel pode variar desde sutil até elevado; o dulçor residual pode variar desde nenhum até elevado; o final pode variar de seco à doce, dependendo do nível de dulçor declarado (seco à doce) e da força declarada (hydromel à sack). Acidez e taninos naturais de algumas frutas ou de suas cascas podem resultar em certo azedo ou adstringência para equilibrar o dulçor, o sabor de mel e o álcool. Um melomel pode ter um caráter de mel desde sutil até forte, podendo apresentar notável à proeminente caráter varietal, caso a variedade seja declarada (diferentes variedades possuem diferentes intensidades). O caráter distintivo de sabor associado com a(s) fruta(s) deve ser notável e pode variar em intensidade desde sutil até agressivo. O equilíbrio da fruta com o hidromel é vital e o caráter da fruta não deve ser artificial ou inapropriadamente enjoativo. Nem todas as frutas poderão ser individualmente discerníveis ou estar presentes em iguais proporções em um melomel de várias frutas. A descrição padrão se aplica às demais características.

Sensação na boca: A descrição padrão se aplica. A maioria é parecida com o vinho. Alguma acidez natural e/ou adstringência pode estar presente (proveniente de certas frutas e/ou de suas cascas) e ajuda a equilibrar a impressão geral. Os taninos da fruta podem adicionar tanto corpo como adstringência. Níveis elevados de adstringência são indesejados. Os níveis de acidez e de adstringência devem, de certa forma, refletir a fruta utilizada.

Impressão Geral: Em bons exemplos do estilo a fruta é tanto distintiva quanto bem incorporada ao equilíbrio de dulçor do mel, ácido, tanino e álcool do hidromel. Diferentes tipos de frutas podem resultar em características bastante distintas; permita a variação no produto final.

Ingredientes: A descrição padrão se aplica. Um melomel é um hidromel padrão produzido com a adição de frutas ou suco de frutas. Deve haver um agradável equilíbrio entre o caráter de fruta e de mel, mas não necessariamente em mesma proporção. Um melomel pode ser feito com uma mistura de frutas; entretanto, um melomel condimentado ou que contenha outros ingredientes deve ser inscrito na categoria Open Category Mead. Meloméis produzidos com maçãs ou uvas devem ser inscritos como Cysers ou Pyments, respectivamente.

Comentários: Geralmente um bom equilíbrio entre taninos e dulçor é desejável, ainda que versões muito secas e muito doces existam. Algumas frutas, especialmente as mais escuras, como as framboesas, podem contribuir com uma presença de taninos similar a dos vinhos tintos. Características de oxidação podem ser apropriadas em hidroméis de certas frutas, fornecendo certo caráter de xerez ou vinho do porto. Veja a descrição padrão para os requisitos de inscrição. Os inscritos DEVEM especificar o nível de carbonatação, força e dulçor. Os inscritos PODEM especificar méis varietais. Os inscritos DEVEM especificar as variedades de frutas utilizadas.

Exemplos Comerciais: White Winter Blueberry, Raspberry and Strawberry Melomels, Redstone Black Raspberry and Sunshine Nectars, Bees Brothers Raspberry Mead, Intermiel Honey Wine and Raspberries, Honey Wine and Blueberries, and Honey Wine and Blackcurrants, Long Island Meadery Blueberry Mead, Mountain Meadows Cranberry and Cherry Meads

Créditos da tradução:
– Charles Ristow
– Marcos Odebrecht Jr.

Amanhã segue a tradução do guia do estilo 26 do guia BJCP.

Abraços e boas fermentações a todos!

Luis Felipe de Moraes – Pompéia Hidroméis

Artigos relacionados:
– Guia de Estilos – Parte I



Categorias:Eventos, Material BJCP

Tags:, , , , , , , ,

3 respostas

  1. Olá, Luis.
    Em primeiro lugar, parabéns pela qualidade do teu material postado!
    Agora, sobre as competições que envolvem o hidromel, poderia existir um calendário específico. Todos os concursos tanto das ACervAs que aceitam inscrição de hidromel quanto concursos específicos.

    Curtir

    • Dérick,

      Eu estou sempre antenado e troco muitas informações com o pessoal das ACervAs sobre a inclusão de hidromel nos concursos. Porém ainda não existe nada definido a médio/longo prazo. Sempre que houverem notícias eu postarei no Blog!

      Curtir

Trackbacks

  1. Guia de Estilos – BJCP | Pompeia Hidroméis

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: