Criando um fermentador de temperatura controlada.

Termostato TIC-17RGTi

Olá a todos! Depois de um breve período de recuperação das festas de fim de ano vamos iniciar os trabalhos de 2014!

Gostaria de falar novamente sobre fermentação com controle de temperatura. Se vocês não se recordam nós já falamos sobre esse tema aqui no blog (Veja o artigo: Clique aqui) e nesse artigo vimos o quão importante é controlar a temperatura para não deixar o mosto ultrapassar os limites tolerados pelas leveduras, pois se isso acontece temos sérios problemas de produção de off-flavors além de hidroméis que não mostram todo o seu pontencial ou ainda precisam de mais tempo de amadurecimento para que cheguem ao seu melhor. E também tenho recebido uma boa quantidade de perguntas sobre o tema vindo principalemente de pessoas que vivem nas regiões mais quentes do país.

Claro que é perfeitamente possível fermentar sem um controle miuncioso de temperatura de fermentação, porém se temos como fazer e sabendo que isso pode melhorar muito nosso néctar porque não tentar?

A alternativa que trago para vocês aqui é relativamente barata e rende resultados muito bons e ainda de quebra ocupa pouco espaço.

Vamos transformar uma velha geladeira em fermentador de temperatura controlada! Isso mesmo! Como? Simples, acompanhem:

Material necessário:

  • Uma geladeira: pode ser dessas velhinhas mesmo. Aqui em Curitiba consigo comprar essas geladeiras muito barato mesmo. Em cidades do interior sei de pessoas que dão geladeiras de modelos bem antiguinhas ou que tem pintura feia, pequenos pontos de ferrugem externa, etc, sem cobrar nada! E funcionando e estando ok por dentro, para nosso uso está perfeito.
  • Um Termostato: o mais usado no meio de quem faz bebidas artesanais é o Fullgauge TIC-17RGTi (eu também uso o MT-511Ri), que você encontra em lojas virtuais por preços que variam de R$59,00 – R$ 100,00, portanto procure bastante! Claro que se você conhece outro termostato que tenha um sensor com cabo longo e boa precisão no controle de temperatura pode perfeitamente usar no lugar desse que citei, pois é apenas um exemplo, certo?
  • Fios, tomadas macho e fêmea, fita isolante, alicate de corte e chave de fenda: Normalmente esses termostatos não vem com a fiação de saída, ou seja a que vai ser ligada na tomada da geladeira. Faça você mesmo, contrate um amigo eletricista ou converse com o pessoal da loja que lhe vendeu o termostato para que mande com a fiação completa para você.
  • Um pedaço de isopor e Fita SilverTape: para prender o sensor na lateral do fermentador.
  • Uma garrafa de hidromel: para tomar enquanto prepara tudo isso 😉

Montagem

Quando conseguir sua geladeira faça antes de tudo uma verificação nas vedações da borracha da porta da mesma para que não fique perdendo temperatura e gaste mais energia do que o necessário.

Com todos os itens acima em mãos começe montando a fiação do termostato. Ele tem, normalmente na parte de tras, os pinos para a fixação da fiação. Vou usar como exemplo o esquema de montagem do TIC_17RGTi da Fullgauge, se você conseguiu outro no manual com certeza tem o esquema correto de montagem.

Montagem do TIC-17RGTi

No pontos 1 e 2 são ligados os cabos do sensor. No ponto 7 é ligado o neutro vindo da tomada da residência, do qual você vai fazer uma ponte para ligar diretamente no neutro da tomada da geladeira. Não importa a voltagem utilizada o neutro é sempre usado no ponto 7. Já para o positivo existe uma diferença: se for 110v, o fio vindo da tomada  da residência vai ser ligado no ponto 8 com uma ligação em ponte no ponto 10. se for 220v o ponto utilizado para ligar o fio vindo da tomada da residência é o 9 também com uma ponte para o ponto 10. No ponto 11 você deve ligar o fio que vai alimentar o positivo da tomada da geladeira, esse ponto só será acionado quando a temperatura selecionada for atingida ligando assim a sua geladeira.

Não é algo complicado e no manual do termostato vem o esquema explicadinho. Leia e releia antes de ligar na tomada para evitar queimar o seu termostato.

Retire de dentro da sua geladeira todas as prateleiras e demais cacaredos que estejam presos na porta, deixando o maior espaço possível livre dentro dela. Afinal você não vai precisar de nada disso mesmo.

Fermentador montado dentro da geladeira

Quando tiver seu fermentador com o mosto pronto para iniciar a fermentação coloque o mesmo dentro da geladeira e prenda o sensor do termostato na lateral do fermentador e coloque sobre ele um pedaço de isopor de maneira que cubra completamente o sensor, deixando que o mesmo “sinta” apenas a temperatura do fermentador, pois é ele que queremos controlar. Se for preciso faça um relevo no isopor para que vede melhor o sensor. Prenda o isopor com a silvertape na lateral do fermentador. Feche a geladeira, regule o termostato e deixe o conjunto trabalhar!

Os bons termostatos tem precisão de 0,1ºC e como tem acionamento imediato a temperatura vai ser praticamente sempre a mesma no nosso mosto, o que é excelente para a fermentação e ainda te dá margem para ir com o tempo explorando fermentações em diferentes faixas de temperatura.

Pronto, agora você tem seu fermentador de temperatura controlada! 😉

É isso aí pessoal! Que comecem a cultivar as suas plantações de geladeiras! Um abraço!

Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidroméis

Leia mais: Em busca da temperatura perfeita



Categorias:Hidromel

Tags:, , , , , , , , , , , , ,

9 respostas

  1. Muito bom Felipe, aqui em São Paulo para quem puder ir até o centro eu recomendo Rua Florêncio de Abreu, comprei um TIC 17 RGTi por R$ 80,00 isso significa que fiquei no lucro tendo em vista a taxa de entrega.
    Se é prático para o hidromel, é, essencial para cervejas.
    Valeu sua explicação.

    Curtir

  2. opa quanto tempo eu deixo fermentar na maneira simples??
    e quanto colocar para 10 l de ?? um sache ??
    e qual o melhor fermento valew

    Curtir

    • Boas,

      Bruno o melhor fermento vai ser aquele que atender melhor a sua necessidade para aquele hidromel, aí tem que ler um pouquinho sobre as variedades de leveduras. Se um sachet fermenta até 20 litros então para 10 litros usamos meio sachet.

      Abraço

      Curtir

      • Bom como vou começar agora estou meio com algumas duvidas ainda assisti todos seus videos , e ja estou comprando um densímetro, agora vou pesquisar a continha pra calcular o alcool,
        Mas ainda queria saber quanto tempo VOCÊ, deixa fermentar seu hidromel, SE tem um tmpo estimado, ou quando para de borbulhar o
        air lok, enfim, obrigado.. e se um dia eu produzir engarrafado vou colocar o logo da Pompéia Hidromeis, Como principal PARCEIRO hehe ajuda um monte este blog cara,,, valew

        Curtir

      • Ta não responda a pergunta de antes pq não tinha lido como fazer hidromel simples, somente visto o video…
        Entend que temos que ir fazendo a trásfega, assim que a fermentação diminuir, ( a duvida é) continua deixando ele fermentar?
        e depois de todo clarificado, ele terá que ficar mais tempo fermentando.?
        desculpa encher o saco, sou iniciante nisso e não entendia nada de nada mesmo.

        Curtir

  3. Olá Luis, parabéns por seu blog e canal no youtube.
    Estou iniciando meu primeiro hidromel, gostaria de saber se posso deixar o fermentador em algum local em casa, longe do contato com a luz solar. Não tenho como deixar ele dentro da geladeira.
    Obrigado.

    Curtir

Trackbacks

  1. Em Busca da Temperatura Perfeita | Pompeia Hidroméis
  2. Temperatura vs Leveduras | Pompeia Hidroméis

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: