Hidromel na Lituânia – Parte da História!

Olá a todos! Vamos dar prosseguimento a série sobre a importância e presença do hidromel nos países do mundo? Hoje vamos falar da Lituânia!

A Lituânia é um país com pelo menos mil anos de história e desde os tempos remotos o hidromel é citado na história deste país. Hoje é um país com quase três milhões de pessoas e está revivendo a descoberta do hidromel com grande entusiasmo. Buscando mais antigamente o hidromel é descrito na região como sendo consumido a milhares de anos atrás desde cerca de 1600 a. C. e historiadores da Idade Média  já descreviam a região como sendo repleta de Hidromel. Existe inclusive um relato sobre um encontro em Lutsk em 1428, oferecido pelo Grã Duque Vytautas onde recebeu Sigismundo o Imperador do Império Romano (Bizantino) onde diz-se que foram consumidos 700 barris de hidomel por dia!!!

O hidromel era largamente usado neste país, inclusive para representações de estado e haviam vários locais onde eram mantidos estoques reais de hidromel.

Alguns registros do século XVI indicam que próximo a atual capital Vilnius haviam também várias empresas e especialistas em produção de hidroméis.

No século XVII foi registrado que a mais famosa família da nobreza, os Radvilla, era consumidores de hidromel.

A presença do hidromel na Lituânia foi forte também por motivos religiosos e era livremente produzido e vendido no país e a rede de produção entre os séculos XV e XVIII cobria praticamente todo o país, contudo no final do século XVIII com a modernização da agricultura e o grande aumento da produção de grãos e com isso aumentou também a produção de cerveja e vodka e os trabalhadores passaram a ser obrigados a comprar a vodka produzida pelo estado, graças a isso tudo a produção de mel e consequentemente a de hidromel começou a cair.

Porém no Séc XX o hidromel voltou a cena na Lituânia, a cervejaria Beini Šakovas Prienai foi a primeira empresa a se dedicar a produção de hidromel com a produção de três tipos diferentes. Eram deixamos maturar por 5 anos na garrafa, sendo inclusive exportado até mesmo para a Palestina e conta-se que caiu no gosto do Presidente do país. Porém durante a Segunda Guerra Mundial a empresa foi estatizada, parou de produzir hidromel e finalmente em 1944 acabou bombardeada.

Em 1957 o hidromel e o Sr. Aleksandras Sinkevičius tiveram suas histórias ligadas e logo houve liberação do estado para voltar a produzir hidromel e em 8 de Setembro de 1958 foi produzida primeira leva de hidromel desde depois da Segunda Guerra e em 1960 as primeiras 1200 garrafas de hidromel foram liberadas para a venda e depois desta que foi um sucesso outras levas e estilos começaram a surgir pelo país!

O Sr. Aleksandras Sinkevičius foi inclusive condecorado e reconhecido como inventor pela União Soviética pela maneira como produzia o seu hidromel, que teve também reconhecimento da Rainha Elizabeth II do que é conhecido atualmente como Hidromel Lituano!

Vale também mencionar que o Filósofo e Historiador Estrabão (64-24 a.C.) já citou em seus trabalhos a presença do hidromel na região Báltica que é onde se encontra hoje a Lituânia.

Hoje inúmeras empresas produzem hidromel e o comércio da bebida está em franca expansão pelo país. Mais um grande exemplo para o nosso país!

Espero que tenham gostado pessoal! Boas fermentações a todos!

Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidroméis.

Bibliografia: http://www.midus.lt/en.php?p=History



Categorias:Hidromel

Tags:, , , ,

1 resposta

Trackbacks

  1. Tej – Hidromel da Etiópia | Pompeia Hidroméis

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: