Hidromel na Polônia – Tradição Secular

Olá a todos!

Hidromel Polonês – Altíssima qualidade!

Vou iniciar hoje uma série de artigos sobre a história, classificação e a popularidade do hidromel em diversos países do mundo. E para começar vou falar de um país onde atualmente o hidromel tem grande importância e um sistema de classificação bem diferente no que conhecemos e usamos aqui no Brasil.

Hidromel na Polônia

O hidromel sempre foi uma bebida muito tradicional na Polônia. Isso desde o período da dinastia Piast quando sequer o vinho era produzido em território Polonês, o que desde o início da história deste pais ajudou o hidromel e a cerveja florescerem. Porém o hidromel, em seus primórdios, era uma bebida cara e, portanto, bebida apenas em ocasiões importantes, ganhando com isso um status de bebida de luxo e foi com isso perdendo espaço para a vodka, mais barata e fácil de produzir.

No final do séc XVIII o hidromel tinha se tornado uma bebida rara e foi voltando a ganhar status vagarosamente e hoje perde em popularidade apenas para a Vodka e a Cerveja.

Na Polônia é chamado de miód pitny (mel bebível) e em 2008 a Polônia conseguiu que a Comissão Europeia registrasse o hidromel como bebida tradicional Polonesa!

Sendo uma bebida profundamente arraizada na cultura Polonesa é natural que a Polônia tenha desenvolvido seu próprio sistema de produção e classificação de hidromel que veremos agora:

  • O equivalente ao Melomel seria o ‘miody owocowe’ que significa: mel com frutas.
  • ‘miody korzenne’ e ‘miody korzenno-ziolowe’ seriam o Metheglyn e os adjuntos mais usados na Polônia são o lúpulo, a canela, o gengibre, o zimbro, a baunilha, as pétalas de rosa, as folhas de menta, amêndoas, limões e cascas de laranjas.

Classificação quanto à doçura:

  • poltoraki  –  1 parta de mel e 1/2 de água – envelhecimento 2 a 4 anos
  • dwojniaki – 1 parte de mel e 1 parte de água – envelhecimento 2 a 4 anos
  • trojniaki- 1 parte de mel e 2 de água – envelhecimento mínimo 1 ano
  • czworniaki- 1 parte de mel e 2 de água – envelhecimento mínimo 1 ano
  • piataki- 1 parte de mel e 2 de água

Notas: Dentro dessa classificação nem sempre é certo, por exemplo que o dwojniaki será mais fraco que o Poltoraki mas é certo que o Poltoraki será mais adocicado e mais alcoolico.  Poltorak e dwojniak também são normalmente referidos como Royal Mead (Hidromel Real).

Para resumir: na sequência: poltorak, dwojniak, trojniak, czworniak diminui álcool e doçura. Os hidroméis Poloneses podem levar até 6-8 anos para maturar por completo e para receber determinada nomenclatura no rótulo precisa respeitar tempo mínimos de envelhecimento.

Os hidroméis Poloneses são lendas no mundo dos hidroméis e frequentemente levam medalhas entre os primeiros colocados em competições mundo afora e a sua variedade e qualidade fazer com que senha muito procurado também.

Jadwiga – miód pitny

Hidromel Jadwiga – A Rainha!

Esse hidromel é considerado por muitos como o rei dos hidromeis a nível mundial: Conta a história que esse hidromel foi oferecido durante o casamento de Jadwiga e Jagiello a mais de 600 anos atrás. É possivelmente o hidromel mais antigo elaborado com a mesma receita. É um hidromel extra-doce, com 16% abv e conta com suco de framboesa na receita. Também tem o enorme diferencial de que passa em média 25 anos envelhecendo dos quais 10 em carvalho. É muito encorpado, potente e aromático e apesar desta potência toda não perde o equilíbrio e não fica enjoativo e ao terminar uma taça sempre sobre vontade para mais uma. Verdadeira experiência!

Bem pessoal, é só por hoje, espero que gostem e boas fermentações a todos!

Luis Felipe de Moraes  – Pompeia Hidroméis



Categorias:Hidromel, Países Produtores

Tags:, , , , , , , , , ,

10 respostas

  1. Nossa muito bom em Luis essa série vai ser fantástica sobre a história do hidromel em diferentes países, uma curiosidade minha é sobre como o hidromel surgiu aqui no Brasil, abraços.

    Curtir

  2. Parabéns!!!!
    Como historiador posso dizer que é fantástico se apoderar do passado e ainda reconstruir (ou tentar) o produto no presente. Imagino uma festa a fantasia regada de hidromel, javali assado, e muito barulho kkkkkk

    Curtir

  3. O mel dessa galera é diferente também, um dia eu vi um vídeo no youtube que o mel do cara era meio sólido, parecia uma delícia, mas era diferente do nosso q ta mais pro líquido. Não tenho muito conhecimento nesse lado, sabe alguma coisa Luis?

    Curtir

    • Eduardo,

      Até onde eu pesquizei o mel deles era bem parecido com o nosso. Alguns eram mais escuros e levemente cristalizados mas aí vai do tempo e modo de armazenamento, não sei se foi algo assim que você viu. Dá uma olhada nesse site: http://miodylublin.pszczelipark.pl/raw-honey/ é de lá e tem algumas fotos com mel deles.

      Abraço!

      Curtir

      • Ai não sei, talvez seja essa coisa de levemente cristalizado. O vídeo ta aqui, é de um cara fazendo um bouchet e tem o tal mel logo no começo do vídeo e é só isso q eu sei, pq nem a lingua eu conheço, mas como chama o hidromel de “mjod” dá pra ter uma ideia da onde é.

        Curtir

Trackbacks

  1. Hidromel na Irlanda | Pompeia Hidroméis
  2. Tej – Hidromel da Etiópia | Pompeia Hidroméis
  3. Hidromel Polonês: Piastowski – Trójniak | Pompeia Hidroméis

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: