Como usar Bentonita no Hidromel

Olá a todos e sejam novamente muito vem vindos!

Bentonita

O que fazer quando temos aquela leva de hidromel que teima e não limpar nunca? Ou quando gostaríamos de dar uma mãozinha a natureza e acelerar esse processo de trasfegas e decantações que as vezes simplesmente parecem não ter fim? Será que temos que esperar por mais tempo que demore? Nem sempre! As vezes nós podemos dar uma acelerada na clarificação dos nossos hidroméis usando agentes clarificantes.

No nosso caso, ou seja, na produção de hidroméis, alguns deles já são conhecidos e usados a séculos, como por exemplo a clara de ovos! E atualmente temos amplamente disponível e facilmente encontrados diversos outros produtos clarificantes entre eles e a sobre a qual vamos falar hoje: a Bentonita.

Mas primeiro: O que Bentonita?

É um composto argilomineral normalmente formado pela alteração de cinzes vulcânicas e que tem uma grande capacidade de absorção de partículas em suspensão e as carrega para o fundo do nosso fermentador. Interessante notar que existem materiais clarificantes que são positivamente e outros as carregadas negativamente. Talvez seja interessante usar uma combinação de um produto de cada para ter o máximo de eficiência no seu processo de clarificação. A bentonita é carregada negativamente. Claras de ovos, por sua vez, são positivas.

Provavelmente você vai encontrar diversos tipos de bentonita no mercado mas a que nós queremos para usar em nosso hidromel é a bentonita enológica que é destinada especificamente a clarificação de mostos e pode ser facilmente encontrada em lojas de produtos vinícolas e de cerveja artesanal.

Outro ponto positivo sobre a bentonita: é muito barata e tem um prazo de validade indeterminado desde armazenada corretamente.

Como usar?

A bentonita é bem densa e se não for corretamente preparada simplesmente vai precipitar para o fundo do seu fermentador e não vai alterar em nada o seu mosto, portanto é importante preparar corretamente antes de usar.

Deve-se primeiro calcular a quantidade de bentonita a ser usada. Se usada pouco não vai surtir o efeito desejado e se usada muito corre-se o risco de a bentonita tirar também parte da cor do hidromel, principalmente se for um melomel.

A medida que eu uso é no padrão 20 a 60 gramas de bentonita para cada 100 litros de mosto dependento do grau de turbidez. Se o mosto ainda for bem jovem e estiver muito turvo então recomento de 60 a 100 gramas a cada 100 litros. Claro que nós raramente fazemos essa quantidade em casa então é só diminuir proporcionalmente.

Depois de selecionada a quantia devemos diluir a bentonita na proporção 1:10 (para cada grama de bentonita usar 10 de água) em água, agitar até dissolver completamente e durante 24 horas agitar de tempos em tempos para homogeneizar completamente. Essa parte é muito importante pois a bentonita precisa ser muito bem hidratada para que funcione corretamente. Aplique e trasfegue.

Em poucos dias você verá que a bentonita carregará grande parte, se não toda, a sujeira do mosto para o fundo do fermentador!

Importante salientar que a bentonita não altera o sabor ou aroma do hidromel. Mas o que é bem saber é o poderoso aliado que ela pode ser para nós os produtores caseiros!

Existem várias outras substâncias que podem ser utilizadas como clarificantes e várias delas serão temas de futuros posts aqui no nosso blog.

Um grande abraço e boas fermentações a todos!

Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidroméis

Outros artigos sobre clarificação:



Categorias:Hidromel

Tags:, , , , , , , , , , , ,

20 respostas

  1. Luis é só colocar no fermentador ? ou depois que coloca tem que dar uma mexida e fazer a trasfega? quanto tempo deixa ela agir?

    Curtir

  2. Luis, precisava falar com você para trocarmos uma ideia. procurarei no site algum email e nao encontrei, como posso entrar em contato?

    Abraço

    Curtir

  3. Olá Luis, funciona bem em vinhos?

    Curtir

  4. Hello, congratulations for your blog, I have learned a lot about making mead with it. I’d like to know if I can use the bentonite after the primary fermentation or it’s better to do some rackings before. Thank you!

    Curtir

    • Hi Rafa!

      Wow, that´s the first comment in english of my blog!!!

      It´s interesting to wait a little bit after primary fermentation for start using bentonite, cause even when we tought that fermentation is over there´s always some activity and bentonite can somehow interrupt that. But, if in your opinion, the Worth is on the right point right after primary than go ahead and use your bentonite! And in the end of primary you can also use the Cold Crash method to accelerate things!

      And I´m very happy that my blog is usefull for you!

      Best wishes,
      Luis Felipe de Moraes

      Curtir

  5. Thank you, Luis. I’ll follow your advice. I’m from Spain, but I thought it would be more likely that you would understand me if I wrote in English rather than Spanish 🙂

    Curtir

  6. Luis, obrigado por compartilhar suas informações conosco. Há um tempo atras comecei a ler os posts e experimentei meu primeiro hidro que foi um melomel de amoras, pois tenho uma árvore no quintal. Deu super certo. Já tenho mais 4 produções a caminho com diferença de 15 dias cada. Queria saber de vc como realizar a clarificação com o uso da clara do ovo. Faça um post pra gente.

    Curtir

  7. Luis, olá! Cara fiquei com uma dúvida. Num garrafão de 5l de hidromel em fase final de fermentação, a adição da bentonita não vai alterar demais a concentração de açucar e a densidade?

    Curtir

  8. Luis, estou tendo muita dificuldade em achar bentonita para clarificar, seria bentonita sodica? E onde posso compra?

    Curtir

  9. Boa noite Luis, sobre a bentonita após a clarificação ela irá retirar todo o levedo do mosto, então quando eu for carbonatar ou transformar o hidromel em um espumante eu terei novamente que adicionar levedo e açúcares para isso. Assim irá voltar a “sujar” o hidromel, qual seria a forma correta de clarificar um espumante na garrafa?

    Curtir

Trackbacks

  1. Como usar clara de ovos para clarificar hidromel. | Pompeia Hidroméis
  2. Como clarificar o mosto com gelatina | Pompeia Hidroméis

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: