Metheglyn de Menta

Olá a todos e sejam bem vindos!

Menta

Essa é uma receita para quem procura por um hidromel refrescante.

Primeiro vamos falar um pouco da menta: As mentas são plantas herbáceas vivazes, compreendendo numerosas espécies, das quais muitas são cultivadas em função de suas propriedades aromáticas, condimentares, ornamentais ou medicinais. Em suas propriedades medicinais, é usada como anti-séptico, aromática, digestivo, estomáquica e expectorante. Menta e hortelã são nomes populares usados para designar espécies que pertencem a um mesmo gênero, chamado Mentha. Parte da confusão também se deve ao fato de os nomes populares variarem de região para região. Enquanto no sul do Brasil a maioria das espécies é chamada de menta, no interior de São Paulo e no Nordeste é mais comum usar hortelã para designar qualquer uma delas.

Falado sobre o nosso principal adjunto de hoje para nosso hidromel, vamos a receita para um hidromel bem diferente e refrescante.

Antes disso, outra coisa interessante desta receita é que usaremos uma levedura que não tínhamos usado até então a Safbrew T-58.  Usaremos esta levedura pela capacidade que ela tem para realçar muito os aromas.

Ingredientes:

  • 6kg de mel de excelente qualidade.
  • 200 gramas de menta
  • Água suficiente para 20 litros
  • Levedura SAFBREW T-58
  • 5 gramas de nutrientes para leveduras.

Preparo:

Aqueça o mel, mas evite deixar que a temperatura do mesmo ultrapasse os 60°C. Coloque o mel e a água no fermentador que você sanitizou perfeitamente antes de usar (se não sabe sanitizar leia nosso artigo), e mexa até dissolver completamente o mel.

Pegue as folhas de menta e triture no liquidificador até obter um purê. Adicione ao mosto.

Mexa vigorosamente seu mosto para que consiga colocar o máximo de oxigênio possível, ajudando assim nossas amigas leveduras.

Reidrate as leveduras seguindo o nosso artigo ou siga as instruções do fabricante. Após esse processo coloque a levedura no mosto.

Adicione metade do nutriente para as leveduras. Lacre seu fermentados da melhor maneira possível

Abra o fermentador nos dois primeiros dias após o o início do processo e oxigene novamente o mosto, sempre sanitizando muito bem tudo o que vai entrar em contato com o mosto, e lacre muito bem o fermentador após cada processo. Quando completar 10 dias coloque o restante do nutriente.

Após o final da fermentação primária realize a primeira trasfega e adicione mais 200 gramas de folhas de menta frescas e deixe curtir por pelo menos 10 dias, então proceda com as demais trasfegas até que esteja totalmente clarificado e pronto para ir para a garrafa.

Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidromeis

Problemas na fermentação do hidromel? Clique aqui para ver o que fazer!

Hidromel de Chocolate com PimentaHidromel de Limão com AnizHidromel Tradicional SuaveReceita Hidromel Fácil JAOMMelomel de GoiabaHidromel Medieval VIISack HidromelCyser com CanelaReceita RhodomelMetheglyn Chocolate com café e baunilha,Hidromel de ChocolateHidromel Bouchet com AmoraMelomel de Pera,Vanilla HidromelMelomel de FramboesaMelomel de Abacaxi e Coco,Capsicumel – Hidromel com PimentaMelomel de LaranjaHidromel Tradicional 



Categorias:Hidromel, Receitas

Tags:, , , , , , , ,

14 respostas

  1. Entao na receita seria 400g de menta ? , tipo 200 no preparo do mosto , e mais 200 pos a primeira trasfega ? . Algum motivo ? ate mais sempre acompanhando.

    • Tiago,

      Isso mesmo! 400 gramas no total. Motivo: a extração durante a primária e durante a secundária tem características diferentes então divido assim para criar mais complexidade.

      Abraço!

  2. Farei este hidromel !! Me diga, quando fica a gravidade inicial com esta receita ? Abraços

  3. Luis. uma dúvida, vc usou 200gr de menta triturada e depois colocou mais 200gr de folhas frescas? no total foi 400gr?

    Coincidencia, estou com uma receita parecida com essa no fermentador, mais eu fiz um pouco diferente:
    fiz uns 15 litros de mosto com uma OG 1.095, com o fermento da BIO4 para hidromel, após 20 dias no fermentador a densidade não abaixou muito estava com 1.050 ai oxigenei novamente o fermentador e coloquei 250gr de folhas frescas de hortelá, para ldesinfetar bem Hortela antes eu fiz uma solução de 8ml de Q’boa por litro dágua e deixei as folhas por uns 15 minutos. depois lavei bem com água corrente e coloquei dentro do fermentador. isso faz uns 10 dias e o fermentador está borbulhando, quando parar ou diminuir bem a atividade das leveduras vou abrir pra ver o que eu faço.

  4. estou aqui.. seguinte as 200 g iniciais são trituradas e as outras são folhas inteiras ou trituradas tmbm???
    se eu usar azeite de oliva para oxigenar,
    na segunda oxigenação adciono mais uma solução ?? ou nesta caso não poderei usar azeite??

    • Bruno,

      Pode triturar tudo. Mas o IDEAL é você testar as folhas que conseguir para fazer a receita. Veja como elas extraem melhor o aroma e sabor, se inteiras ou cortadas, se maceradas… se extrair no álcool (extrato alcoólico) ou com fervura (chá) ou ainda direto no mosto. Testa isso separado do seu hidromel e quando chegar no melhor método, ou pelo menos no que te agradar mais, aplique.
      Se você oxigenou com azeite, segundo a literatura, não precisa de nenhuma adição posterior.

      Abraço

  5. Se fosse substituir essa levedura (SAFBREW T-58), recomendaria qual?

Trackbacks

  1. Receita Hidromel de Manga com Pimenta Habanero | Pompeia Hidroméis
  2. Receita Hidromel Bouchet com Amoras! | Pompeia Hidroméis
  3. Receita de Hidromel Fácil – JAOM | Pompeia Hidroméis

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: