Receita Hidromel Bouchet com Amoras!

Boas meu caros companheiros de fermentações!

Hidormel Bouchet

Hoje trago para vocês uma proposta diferente de hidromel. Esta receita une dois conceitos bem diferentes, mas que se trabalhados bem fica inusitado e surpreendente. Nos já falamos no nosso blog sobre o hidromel Bouchet (Clique Aqui), que é o hidromel feito com mel queimado e também falamos sobre os melomeis (Clique Aqui), que são os hidromel que levam frutas na composição.

O que ficaria interessante é misturar estes dois conceitos de produção de hidromeis. O Bouchet entraria com corpo, intensidade e um toque de amargor, o Melomel emprestaria os aromas, a acidez e a presença! Enfim, nas quantidades corretas seria uma dupla de muita presença! Imagina aquelas barras de chocolate com pedacinhos de frutas vermelhas… é esse o objetivo desta receita!

Ingredientes:

  • 1,65 kg de mel para queimar (escolha um mel mais intenso, mineral, ficam melhores quando queimados)
  • 1,65 kg de mel – este pode ser um mel mais aromático
  • 2 kgs de Amoras grandes e maduras – melhor se frescas, senão procure por amoras congeladas.
  • 3 gramas de nutrientes para leveduras
  • 1 sachet leveduras RedStar Pasteur Champagne

Preparo:

Sanitize todo o equipamento que usará na produção do seu hidromel, bem como todas as superfícies que usará para preparar seu mosto.

Para queimar o mel, escolha uma panela grande, coloque sobre fogo baixo e deixe ele começar a borbulhar, mexa de vez em quando. Tome muito cuidado ao trabalhar o mel ele aquece-se a mais de 100°C quando na panela para caramelizar, então se uma das bolhas que estouram com frequência acertar sua pele, é queimadura das bravas na certa! Use uma colher de cabo bem longo. Queime o seu mel até estar com uma cor bem escura e  com aromas de toffee, café e chocolate.

Assim que o mel chegar no ponto desejado, misture o mel cru junto com o mel queimado.

Adicione a água e dissolva completamente.

Para aproveitar melhor as amoras, congele-a e descongele-a algumas vezes assim ajuda a romper as paredes celulares e liberar melhor os aromas e sabores.

Adicione as amoras no mosto, elas devem estar descongeladas para fazer esse processo.

Prepare as leveduras de acordo com as instruções do fabricante ou siga nosso guia de reidratação de leveduras (clique aqui).

Adicione também metade dos nutrientes para leveduras, e oxigene muito bem o seu mosto. Lembre-se que oxigenar o mosto é importante para que o início da fermentação ocorra o mais saudável possível.

Feche bem seu fermentador, coloque o airlocker e coloque em um local apropriado para a fermentação.

Após uma semana abra o fermentador e adicione o restante dos nutrientes e agora só volte a abrir seu fermentador quando a fermentação primária der sinais de que está terminando. Para identificar esse momento, fique de olho nas bolhas do airlocker se elas cessarem comece a analisar as amostras do seu mosto, quando a gravidade específica se manter estável por cerca de 3 a 5 dias pode então realizar a primeira trasfega e prosseguir trasfegando até ter um mosto limpo e pronto para o engarrafamento.

Eu acredito que esse hidromel leve um bom tempo para limpar usando apenas as trasfegas, então usar algum agente clarificante pode ser uma  boa idéia!

Um super abraço a todos e boas fermentações! Saúde!

Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidromeis

 

Problemas na fermentação do hidromel? Clique aqui para ver o que fazer!

Mais receitas:Hidromel de Chocolate com PimentaHidromel de Limão com AnizHidromel Tradicional SuaveReceita Hidromel Fácil JAOMMelomel de GoiabaHidromel Medieval VIISack HidromelCyser com CanelaReceita RhodomelMetheglyn Chocolate com café e baunilha,Hidromel de ChocolateHidromel Bouchet com AmoraMelomel de Pera,Vanilla HidromelMelomel de FramboesaMelomel de Abacaxi e Coco,Capsicumel – Hidromel com PimentaMelomel de LaranjaHidromel Tradicional 



Categorias:Hidromel, Receitas

Tags:, , , , , , , , , , ,

34 respostas

  1. Muito interessante! Parabéns pelo post!

    Curtir

  2. Olá sou apicultor, gostaria de aprender todo o processo para agregar valor no meu produto.
    Tem que ter algum selo para vender para mercado?
    Tem como eu fazer uma visita para aprender todo o processo?
    Obrigado pela atenção e aguardo resposta.
    meu e-mail j.principe@ig.com.br

    Curtir

    • Boas José,

      Fico feliz pelo seu interesse em aprender mais sobre hidromeis.

      Por hora não temos nenhum programa de treinamento, mas o blog está aí exatamente para divulgar as técnicas, dicas, receitas e tudo o mais relacionado com hidromeis. Tem também o fórum: http://www.hidromelbrasil.forumeiros.com que tem muita gente sempre disposta a ajudar!

      Para venda em comércio é necessário registro no MAPA.

      Abraço!
      Luis Felipe de Moraes

      Curtir

  3. como é o amargor desse hidromel? é bem presente ou fica bem levinho?

    Curtir

  4. Eu ouvi relatos de gente que teve “problemas” com enxame de abelhas durante a torra do mel ,atraida pelo cheiro algo assim , eu gostaria de saber se a informacao e valida ou so lenda , quero fazer minha receita mais to com esse medo , pensei em fazer o processo no periodo da noite , (falei besteira ????) , obrigado , até + ver .
    Ah parabens por dividir tanta informacao.

    Curtir

    • Tiago,

      Realmente é normal e de se esperar que apareçam lá algumas abelhas quando se está trabalhando com mel. Mas não enxames.. ao menos nunca ouvi falar disso. Boa sorte nas suas produções!

      Abraço,
      Luis Felipe – Pompeia Hidromeis

      Curtir

      • Tudo certo “torrei” 1,5 KG, mais nao ate ficar negro , deixei marrom escuro, e + 1,5 KG de mel cru , 10 l de MOSTO , 5g de D47 (ativo a 38graus por 1 hora) só ,Nada de abelhas na cozinha, fiz no a noite , kkkkk , agora e so esperar , vira uma espumeira no comeco mais depois com fogo bem baixinho fica tudo mais tranquilo , recomendo NAO JOGAR AGUA QUENTE (explode tudo) , nem quando tiver espuma , apaga o fogo espera baixar , depois agua temperatura ambiente aos poucos , desculpa fugir da sua receita mais achei legal comentar pra quem for fazer.
        Meu fermentador (um deles) e um galao de agua de 10l com uma torneira de filtro instalada um pouco a cima do fundo pra nao pegar o sedimento do fermento.
        Obrigado mais uma vez pelas informacoes e ajuda luis felipe .

        Curtir

      • Maravilha!!

        Boa sorte na empreitada!

        Abraço,
        Luis Felipe

        Curtir

  5. Bom passarao um mes (muito tempo ? risco de autolize)? , fiz a primeira trasfega da receita acima e claro uma provadinha , resultado IMPRESSIONANTE , fiquei muito feliz com o resultado, um sabor levemente amargo lembrando chocolate (meio amargo) ficou um pouco seco (longe de um DRY) , esperava mais alcoolico no paladar (to sem densimetro). Uma cor divina tipo ambar.
    O que achei interessante foi o aspecto meio gaseificado , é normal ?
    Acredito que se tivesse as amoras ia ficar melhor ainda
    Até mais .

    Curtir

  6. Olá Luis, muito boa essa receita. Estou testando um hidromel com amoras também, vamos ver como vai ficar. Só gostaria de relatar um erro no texto, no 10º parágrafo na parte do preparo, quando você diz “Após uma semana abra o fermentador e adicione o restante das leveduras “, acredito que seja o nutriente, certo?

    Abraço!

    Curtir

  7. Olá Luis.
    Um hidromel se aproxima da pálinka? ou estou viajando, sei que vi algo sobre pálinka em um dos seus artigos mas não estou encontrando mais se puder dá uma dica aí como encontra-lo, pretendo fazer hidromel mas adoro pálinka e gostaria de fazer um hidromel mais proximo possivél de uma pálinka é possivel? se tiver aluma dica diz aí.abços

    Curtir

Trackbacks

  1. Receita de Bouchet Cyser! | Pompeia Hidromeis
  2. Receita Hidromel de Manga com Pimenta Habanero | Pompeia Hidroméis
  3. Receita de Hidromel de Limão com Aniz Estrelado | Pompeia Hidroméis
  4. Capsicumel – Chocolate com Pimenta | Pompeia Hidroméis
  5. Receita de Melomel de Frutas Vermelhas | Pompeia Hidroméis
  6. Receita de Hidromel Fácil – JAOM | Pompeia Hidroméis
  7. Receita Hidromel: Russian Cardamom | Pompeia Hidroméis
  8. Receita Hidromel: Metheglyn Chai | Pompeia Hidroméis
  9. Receita – Sack hidromel de frutas vermelhas | Pompeia Hidroméis
  10. Hidromel: Ajustes Pós-Fermentação – I | Pompeia Hidroméis
  11. Receita de Hidromel de Abóbora! | Pompeia Hidroméis
  12. Hidromel de Camomila e Baunilha | Pompeia Hidroméis
  13. Receita hidromel tradicional meio-seco – Pompeia Hidroméis
  14. Receita de Hidromel – Metheglin de Noz Moscada – Pompeia Hidroméis
  15. Receita – Sack hidromel de frutas vermelhas – Pompeia Hidroméis
  16. Sangue Viking (Viking Blod) – Hidromel de personalidade. – Pompeia Hidroméis
  17. Hidromel Tradicional (Show Mead) com mel de Flor de Laranjeira – Pompeia Hidroméis
  18. Receita de Hidromel – Morangos com Gengibre – Pompeia Hidroméis

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s