Receita de Melomel de Pera

Olá a todos!!!

Peras frescas

Vamos falar hoje sobre uma receita de melomel mais delicado e aromático que pode atrair aquelas que gostam mais de bebidas com aromas e sabores sutis.

A pera já é usada a muitos séculos para a produção de bebidas alcoólicas e é usada tanto para compor receitas como para produzir bebidas feitas exclusivamente com elas ex: Perry (uma espécie de cidra feita com peras) e Poire Williams um destilado feito na França, e pálinka um destilado feito na Hungria.

No nosso caso para o preparo do melomel vamos fazer uma receita com uma adição de peras para atingir uma intensidade média de influência desta fruta no nosso produto. Se quiser saber mais sobre as quantidades das frutas a serem adicionadas nos melomeis dê uma olhada no nosso post Tabela para Adição de Futas.

É muito importante procurar peras frescas e de boa qualidade para usar no seu melomel. Escolha você mesmo se possível. As peras serão usadas na forma de purê para que possamos extrair a maior quantidade possível de aromas e sabores da fruta. Lembre-se de lavar muito bem a casca para remover toda a levedura selvagem que pode haver ali, a fim de não haver culturas concorrentes no mosto do nosso melomel.

Faça o purê logo antes de usar na receita.

    Vamos aos ingredientes:

  • 6,35 kg de mel de ótima qualidade.
  • 4,8 kgs de purê de pera. Escolha uma rica em aroma e sabor.
  • Água suficiente para 20 litros
  • Levedura RedStar Cote des blancs
  • 1/2 colher de chá de nutriente para leveduras.

Preparo:

Aqueça o mel e dissolva-o completamente na água.

Adicione também o purê feito com suas peras.

Prepare as leveduras de acordo com as instruções do fabricante ou siga nosso guia de rehidratação de leveduras (clique aqui).

Adicione também metade dos nutrientes para leveduras, e oxigene muito bem o seu mosto. Lembre-se que oxigenar o mosto é importante para que o início da fermentação ocorra o mais saudável possível.

Feche bem seu fermentador, coloque o airlocker e coloque em um local apropriado para a fermentação.

Após uma semana abra o fermentador e adicione o restante das leveduras e agora só volte a abrir seu fermentador quando a fermentação primária der sinais de que está terminando. Para identificar esse momento, fique de olho nas bolhas do airlocker se elas cessarem comece a analisar as amostras do seu mosto, quando a gravidade específica se manter estável por cerca de 3 a 5 dias pode então realizar a primeira trasfega e prosseguir trasfegando até ter um mosto limpo e pronto para o engarrafamento.

Para quem pensou que eu havia esquecido: Não esqueça de sanitizar muito, mas muito bem todo o seu equipamento, utensílios e superfícies de trabalhos antes de preparar o seu mosto.

Espero que gostem desta receita pessoal! Saúde a todos e boas fermentações.

Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidromeis

 

Problemas na fermentação do hidromel? Clique aqui para ver o que fazer!

Mais receitas: Hidromel de Chocolate com PimentaHidromel de Limão com AnizHidromel Tradicional SuaveReceita Hidromel Fácil JAOMMelomel de GoiabaHidromel Medieval VIISack HidromelCyser com CanelaReceita RhodomelMetheglyn Chocolate com café e baunilha,Hidromel de ChocolateHidromel Bouchet com AmoraMelomel de Pera,Vanilla HidromelMelomel de FramboesaMelomel de Abacaxi e Coco,Capsicumel – Hidromel com PimentaMelomel de LaranjaHidromel Tradicional 



Categorias:Hidromel, Receitas

Tags:, , , , , , , , , ,

20 respostas

  1. Boa tarde qual seria a temperatura ideal para aquecer o mel como diz na sua receita ? sou cervejeiro e estou entrando agora no hidromel gostaria de algumas dicas como quantidade de agua x mel para cada receita básica de 20 litros se existe fervura no processo obrigado e no aguardo.

    Curtir

    • Boas Clovis,

      Bem vindo ao mundo do hidromel! Muitos cervejeiros tem se arriscado e partido para este mundo!

      Se desejar aquecer o mel, o que não é obrigatório, evite passar dos 60°C pois acima desta temperatura perde-se muita coisa boa do mel. A quantidade de água vai depender do que você quer, para isso dê uma olhada nas receitas que tem no meu blog que vai entender. Usar um densímetro ou um refratômetro para isso é fundamental!

      Ferver o mosto é uma prática cada vez mais rara na produção de hidromeis.

      Atenciosamente,
      Luis Felipe – Pompeia Hidromeis

      Curtir

Trackbacks

  1. Receita Hidromel de Manga com Pimenta Habanero | Pompeia Hidroméis
  2. Receita de Hidromel de Limão com Aniz Estrelado | Pompeia Hidroméis
  3. Capsicumel – Chocolate com Pimenta | Pompeia Hidroméis
  4. Receita Hidromel Bouchet com Amoras! | Pompeia Hidroméis
  5. Receita de Melomel de Frutas Vermelhas | Pompeia Hidroméis
  6. Receita de Hidromel Fácil – JAOM | Pompeia Hidroméis
  7. Receita Hidromel: Russian Cardamom | Pompeia Hidroméis
  8. Receita Hidromel: Metheglyn Chai | Pompeia Hidroméis
  9. Receita – Sack hidromel de frutas vermelhas | Pompeia Hidroméis
  10. Receita de Hidromel de Abóbora! | Pompeia Hidroméis
  11. Hidromel de Camomila e Baunilha | Pompeia Hidroméis
  12. Receita de Hidromel Tradicional – Pompeia Hidroméis
  13. Receita hidromel tradicional meio-seco – Pompeia Hidroméis
  14. Receita de Hidromel – Metheglin de Noz Moscada – Pompeia Hidroméis
  15. Receita Hidromel: Metheglyn Chai – Pompeia Hidroméis
  16. Sangue Viking (Viking Blod) – Hidromel de personalidade. – Pompeia Hidroméis
  17. Hidromel Tradicional (Show Mead) com mel de Flor de Laranjeira – Pompeia Hidroméis
  18. Receita de Hidromel – Morangos com Gengibre – Pompeia Hidroméis

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s