Receita de Hidromel – Uma mistura de conceitos

      Olá a todos!! Bem vindos ao Pompeia Hidromeis!

      Estes dias ando pesquisando novas idéias de receitas. E entrei na fase de mesclar estilos. Quem leu o artigo no blog sobre mistura de hidromeis tem uma idéia sobre o tema. E é interessando notar como dois estilos também podem se complementar muito bem. Eu já andei fazendo isso em grande escala, no incício deste ano engarrafei um hidromel de sobremesa que era exatamente uma mistura de estilos (Melomel Doce com Bouchet), falo do Imperatore – Marcus Aurelius, quem provou sabe o resultado!

      Uma receita que me chamou a atenção e que tem um potencial muito interessante é hidromel de amoras com mel queimado, que mistura um Melomel com Bouchet (Melochet?Bouchemel?). Se pensada para terminar levemente doce (gravidade não maior que 1.008) vai formar um equilíbrio muito interessante com o caramelizado do mel queimado, que tende a dar um toque de amargor, deixando o conjunto todo mais complexo e intenso. Caso para se pensar bem seriamente!

     Vamos a receita

     Hidromel de Amora e Mel Queimado

  • 1,5 kgs de mel de boa qualidade
  • Água para 5 litros
  • 1 kg de amoras
  • Levedura Lalvin D-47 (se quizer uma mais neutra sugiro a Redstar Pasteur Champagne)
  • 2 gramas de nutrientes para leveduras

     Preparo:

     Após sanitizar completamente todo o equipamente que será usado, leve metade do mel, em uma panela grossa e funda, no fogo baixo e deixe o mesmo ferver por 3 horas ou até que ele se caramelize bem adquirindo uma cor escura, sabores e aromas de tostados, caramelos, toffee e outros. CUIDADE com a fervura do mel. Eu já medi a temperatura do mesmo durante a caramelização e chega a mais de 130°C, ou seja encostou em você queimou forte! E ele borbulha bastante quando está fervendo, por isso a panela funda.

    Após ter queimado o mel, junta ele quando estiver morno com a metade do mel que está crua e dissolva na água e coloque oxigênio neste mosto, mexendo, chacoalhando, não sei, oxigene o melhor que puder.

    Prepare sua levedura, e se usar nossas sugestões de levedura colocada nos ingredientes deve seguir os procedimentos para preparo de reidratação, leia mais no artigo: Como Reidratar Leveduras. Coloque também 1 grama do nutrientes para leveduras Coloque no mosto, feche bem com o airlocker e nos dois dias seguintes faça o processo escolhido para oxigenar o mosto. No 10° dia coloque o restante do nutriente.

     Após a primeira trasfega, adicione as amoras e deixo por pelo menos 20 dias. Siga com as trasfegas normalmente até o engarrafamento.

    É isso aí!

    Só um lembrete: Se quizerem enviar fotos das suas aventuras com hidromeis terei prazer em publicá-las no blog para que a galera toda veja como andas as produções da galera!

     Saúde a todos e boa diversão.

Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidromeis

 



Categorias:Hidromel

Tags:, , , , , , , , ,

2 respostas

  1. Eu caramelizei mel aqui em casa e notei que isso atrai abelhas da vizinhança 😛

    Curtir

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s