Como reidratar as leveduras!

Olá pessoal! Vou falar hoje sobre outra etapa muito importante na produção do seu hidormel: A melhor maneira de reidratar a levedura desidratada (Lalvin, RedStar, etc).

      A primeira vista parece uma etapa tão simples que normalmente nos passa desapercebida, mas ela tem uma importância fundamentar para a qualidade e saúde da nossa fermentação.

      O processo é simples e não leva mais que 20 a 30 minutos no total. Mas não segui-lo pode querer dizer que você perdeu até 60% das células totais do fermento que colocou no mosto e por isso prejudicou toda a fermentação. Não vale a pena arriscar. Vamos ao método:

Primeiramente o equipamento:

  • Uma tijeja ou jarra (vidro ou inox)
  • Uma colher preferencialmente inox
  • um termômetro culinário
  • o fermento desidratado
  • água: 10 x o volume do fermento (ex: 5 gramas de fermento = 50 ml de água) – pode ser água de torneira (ferva para remover o cloro) mas de preferência para água mineral.

Preparo:

Lembrando, primeiro de tudo: Sanitize todo o equipamento!! Todo!!

Aqueça a água entre 38 a 41°C, esta é a melhor faixa de temperatura para a maioria dos fermentos para hidromel, porém na embalagem sempre vem indicada a melhor faixa de temperatura para cada cepa de levedura. A Lalvin por exempo pede de 40 a 43°C para o seu K1-1116. Então leia com atenção a melhor faixa de cada levedura.

Se sua levedura estava guardada na geladeira ou mesmo no freezer, o que aliás é uma indicação de todos os fabricantes para que levedura se mantenha com mais qualidade, retire do ambiente refrigerado uma hora antes do processo de reidratação para que volta a temperatura ambiente, se você ignorar essa etapa e colocar direto na água morna pode matar toda sua levedura por choque térmico. Abra o pacote de fermento e espalhe delicadamento sobre a superfície da água e NÃO MISTURE. Apenas quebre eventuais aglomerados que não esteja completamente em contado com a água. Aguarde então 15 minutos!

Depois de 15 minutos é muito provável que quase todo os granulos de fermento tenham se dissolvido e ido parar no fundo do seu recipiente. Agora de uma boa mexida usando sua colher sanitizada, depois adicione um pouco do mosto de cada vez no seu fermento, até que temperatura dos dois não tenham mais do que 10°C de diferença e então coloque gentilmente sobre o mesmo!

Porque fazer desta maneira?

Fazendo assim, o despertar das células das leveduras se dá de maneira gradual, sem choques térmicos, e faz com que as leveduras creçam em um ambiente mais agradável para elas, recompondo as células da melhor maneira possível.

Uma adição muito bem vindo para esse processo é adicionar um pouco de nutrientes ou mesmo de energizante (Ex: Go-Ferm) na água. Isso ajudaria ainda mais a recuperação das células. Mas atenção coloque uma pequena quantidade destes componentes. Pois queremos leveduras saudáveis e famintas!!! Assim quando colocarmos as mesmas no mosto elas estarão no ponto para iniciar uma fermentação saudável!

Espero que este artigo seja útil pessoal!!! Saúde a todos!!

Luis Felipe de Moraes – Pompeia Hidromeis

Veja o novo artigo, ampliado, sobre o tema: Como reidratar leveduras – II



Categorias:Hidromel

Tags:, , , , , , , ,

9 respostas

  1. Luis, muito prazer, meu nome é Gilson tenho como hobbi a apicultura e por isso produzo hidromel para consumo familiar a anos e recentemente venho seguindo seu site. Mas a minha grande duvida é sobre a pasta madre já tentei produzi-la de varias maneiras a última foi seguindo o seu video no youtube, onde a minha fica muito similar de aspecto fermenta gera bolhas tem o desprendimento de CO2, mas na hora de fazer o pão ele não cersce nem metade do que cresce o seu precisamos trocar mais experiencias, pois tenho muito interesse neste assunto.
    Um abraço e agradeço desde já.

    Curtir

Trackbacks

  1. Receita de Hidromel – Uma mistura de conceitos | Pompeia Hidromeis
  2. Receita de Melomel de Laranja | Pompeia Hidromeis
  3. Receita de Hidromel com Pimenta ou Receita de Capsicumel | Pompeia Hidromeis
  4. Receita Melomel Abacaxi e Coco | Pompeia Hidromeis
  5. Mason´s Vanilla Mead (Receita Sack Hidromel) | Pompeia Hidromeis
  6. Receita de Hidromel de Chocolate! | Pompeia Hidromeis
  7. Metheglyn Café, Chocolate e Baunilha | Pompeia Hidromeis
  8. Minha fermentação parou! E agora? | Pompeia Hidroméis

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s